15/1/2021 – Pandemia leva hotéis a atenderem protocolos cada vez mais rigorosos e exigentes

O mercado hoteleiro, historicamente muito dependente do turismo, é um dos que mais sofrem devido à pandemia da COVID-19. Se em 2019 o cenário era favorável (segundo o Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil, 2019 foi o de melhor desempenho do setor dentre os últimos 4 anos estudados), em 2020, o segmento foi diretamente impactado pela pandemia e ainda se recupera das consequências da COVID-19 globalmente.

Os hotéis que não tiveram que abrir processo de recuperação judicial, foram “forçados” a fechar as portas no início do ano. Passados alguns meses e ainda com a pandemia em curso, alguns hotéis começam a abrir as portas, mas não da maneira que estavam acostumados. Assim como outros mercados e segmentos, o hoteleiro precisou se adaptar e seguir uma série de recomendações e protocolos.

“Adotamos a higienização das mãos e sapatos dos hóspedes, a verificação de temperatura, preenchimento de formulário de saúde e a obrigatoriedade do uso de máscara  como comportamento padrão em nossas unidades. Dependendo do setor, os colaboradores usam toucas, luvas, aventais e viseiras. As malas e demais materiais são recebidos fora do hotel e também passam pelo processo de limpeza. Além disso, comunicados internos estão servindo para alertar sobre a prevenção da doença”, indicou Olivier Coustet, CEO da B&B Hotels Brasil.

A rede francesa de hotéis B&B Hotels, no Brasil desde 2017, paralisou temporariamente as atividades em Março e completou recentemente a reabertura de suas unidades. No intervalo entre fechamento e reabertura, a rede ofereceu os hotéis para possíveis necessidades de órgãos de saúde e do governo. Assim como outras marcas do mercado hoteleiro, a rede ainda busca alcançar os resultados de antes da pandemia, mas estão otimistas.

“O bem-estar do hóspede vem em primeiro lugar. Nossas unidades passaram por auditorias e receberam o selo Safeguard, um marco importante para mostrar que estamos seguindo todos os protocolos. Em breve, vamos adotar o pré check-in de forma online e o check-in através de totens, evitando aglomerações e reduzindo contato entre hóspede e equipe da recepção. São pequenas atitudes, mas que fazem uma grande diferença no atual momento que vivemos”, complementa Coustet.Hotéis investem cada vez mais em proteção em busca de segurança dos hóspedes

Website: https://www.hotelbb.com.br/