As ações da Twilio, empresa de comunicações em cloud, baseada em San Francisco (EUA), quase dobraram de valor em seu primeiro dia de negociação. Os papéis fecharam a US $ 28,79, uma valorização de 92% desde a hora do lançamento. O forte movimento reacendeu a boa expectativa para o mercado de tecnologia em 2016.

O IPO da Twilio era esperado como uma espécie de termômetro. Foi a primeira oferta de um unicórnio (como são chamadas as startups promissoras e com grande possibilidade de ganhos) da tecnologia neste ano. Mas foi apenas a terceira de uma empresa de tecnologia em 2016. O crescimento ou não das ações no primeiro dia mostraria, segundo analistas, o apetite do mercado em um ano de instabilidades mundiais.

Até quinta-feira, 23 de junho, o mercado norte-americano de IPOs de tecnologia havia movimentado apenas US$ 322 milhões desde janeiro. No mesmo período do ano anterior esse volume foi de US$ 3,35 bilhões. O desempenho tem sido abaixo até das análises pessimistas. No geral, a movimentação dos IPOs nos Estados Unidos vai se encaminhando para seu pior ano desde a crise financeira de 2008.

Estrela de mercado
A Twilio não deve mudar esse rumo sombrio, mas joga alguma esperança no segmento de tecnologia, especialmente no de cloud computing. A empresa vendeu 10 milhões de ações a US $ 15 por ação na quarta-feira, acima da faixa de US $ 12 a US $ 14 que era esperado. Com isso, a empresa passou a valer US $ 2,4 bilhões no mercado. Os recursos devem ser usados para a contratação e investimentos na operação corporativa.

As soluções da Twilio ajudam empresas a se comunicar com seus clientes por meio de aplicativos móveis e web. Entre seus clientes estão a empresa de software Box, a loja de departamentos Nordstrom e o Uber. As ações estão listadas na New York Stock Exchange sob o símbolo “TWLO.”

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br