São Paulo, SP 24/2/2021 – Dados apontam para o crescimento exponencial de uso de dispositivos móveis para realizar compras on-line.

Dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) mostram que cada vez mais pessoas estão usando dispositivos móveis para acessar a Internet – há 234,5 milhões de linhas de celular em operação no Brasil. Além disso, segundo o IBGE, 92,1% dos acessos à rede são realizados por meio de dispositivos móveis. Hoje em dia, as pessoas não usam o celular apenas para se comunicar e buscar informações, mas também para fazer compras. Segundo relatório da Webshoppers, o mercado de e-commerce movimentou 112,2 bilhões de reais em 2017, e cerca de 32% das transações de e-commerce foram realizadas em dispositivos móveis.

Com foco nesses públicos, a empresa está desenvolvendo aplicativos e estratégias para se aproximar dos clientes e monetizar o comércio móvel. A compatibilidade de sites e dispositivos móveis tornou-se indispensável para um bom desempenho nas vendas on-line. M-commerce ou comércio móvel representa negócios realizados por meio de dispositivos móveis.

À medida que os telefones celulares se tornam a porta de entrada para os consumidores no mundo virtual, as compras serão naturalmente feitas por meio desses dispositivos. Nos Estados Unidos, as vendas do comércio eletrônico móvel aumentaram de US $25 bilhões em 2012 e representaram 11% do total das vendas do comércio eletrônico para US $208 bilhões em 2018 e representaram quase 33% do total das vendas do comércio eletrônico. Em 2021, esse número deverá ultrapassar US $420 bilhões, representando quase 54% de todo o comércio eletrônico. Dez anos atrás, poucas pessoas pensariam que usariam dispositivos móveis para comprar sabão em pó.
Três grandes desenvolvimentos são necessários para mudar esse status. Com o advento dos smartphones, a conectividade cresceu e adotou a interface de comércio amigável, por meio de um sistema de pagamento seguro.

Considerando o desenvolvimento do e-commerce, o mobile commerce é uma oportunidade de conquistar clientes associados que realizam compras por meio de dispositivos móveis. O comércio móvel é um campo em rápida evolução devido às suas características únicas e vantagens notáveis, como portabilidade, acessibilidade e conectividade.

Um novo estudo da Juniper Research mostra que as transações de compra migraram para o ambiente digital, com a escala de pagamentos móveis variando de US $2,1 trilhões em 2020 a US $3,1 trilhões em 2025. A pesquisa descobriu que as carteiras digitais cresceram significativamente durante a pandemia, acelerando a transição de serviços off-line para on-line. A pesquisa “Pagamentos de comércio eletrônico: tendências emergentes, oportunidades e previsões de mercado para 2020-2025” verificou que a China e os Estados Unidos, os dois maiores mercados de comércio eletrônico, terão os volumes de pagamento de smartphones aumentando em 55% e 74%, respectivamente, em 2020 e 2025.

Na China, o pagamento por eWallet está muito maduro e, com o desenvolvimento do e-commerce, a disponibilidade e a prosperidade estão crescendo. Nos Estados Unidos, os pagamentos OEM e o PayPal serão os principais beneficiários da mudança impulsionada pela pandemia para as compras on-line. A pesquisa recomenda que os processadores de pagamento deem prioridade à aceitação das carteiras mais populares do país em pontos de venda on-line e off-line, caso contrário, podem perder oportunidades

A Juniper Research antecipa que o crescimento do comércio móvel se traduzirá em um rápido crescimento de novos modelos de pagamento como o BNPL (compre agora, pague depois). A implantação do BNPL via API no processo de checkout significará uma grande mudança do modelo tradicional de cartão de crédito baseado em taxas e APR de financiamento ao consumidor para compras on-line, especialmente entre os millennials que não estão muito convencidos dos benefícios da propriedade do cartão de crédito. O BNPL também oferece vantagens significativas para os comerciantes, pois pode aumentar o tamanho médio das cestas de compras e, em simultâneo, melhorar a experiência do usuário para os compradores.

A tecnologia móvel oferece muitas vantagens às empresas, dando-lhes maior visibilidade e a oportunidade de oferecer aos clientes seus produtos e serviços a qualquer hora, em qualquer lugar, simplesmente clicando no telefone. O desenvolvimento do comércio móvel pode tornar as marcas mais competitivas no mercado e aumentar seu potencial para vendas mais eficazes.

Para o consumidor, comprar pelo celular é muito mais prático e atraente do que esperar para ir para casa e se conectar ao computador. Se as taxas cobradas por produtos on-line forem menores que as das lojas físicas de varejo, as chances de taxas de conversão de vendas on-line aumentam muito. Sem contar que, os aplicativos móveis permitem que o seu e-commerce tenha diversas funções que não estão disponíveis no seu site, como a possibilidade de enviar notificações com promoções e novidades e fornecer produtos com base na última compra do cliente.

O comércio móvel também disponibiliza a localização de clientes em potencial. Dessa forma, fica mais fácil estimular as vendas de produtos e serviços em uma região. Após saber que o usuário está em algum lugar, é possível lhe fornecer várias atrações.
Mobile commerce deve movimentar US.1 trilhões em 2015

Website: https://velupe.com.br/