Presidente dos EUA, Donald Trump com CEO da Intel Brian Krzanich (E) no Salão Oval da Casa Branca. Fonte:. REUTERS / Joshua Roberts
Intel cede à pressão e anuncia fábrica nos EUA
Presidente dos EUA, Donald Trump com CEO da Intel Brian Krzanich (E) no Salão Oval da Casa Branca. Fonte:. REUTERS / Joshua Roberts

A Intel, através do seu CEO Brian Krzanich, anunciou no Salão Oval da Casa Branca ao lado do presidente dos EUA Donald Trump, investimento de US$ 7 bilhões para abrir mais uma fábrica no estado do Arizona, onde a empresa de semicondutores possui outras plantas.

No total serão 3 mil novos empregos quando a fábrica estiver funcionando, que deve acontecer entre três e quatro anos. Segundo Krzanich, ele queria anunciar a nova fábrica como um sinal de apoio às novas políticas tributárias e reguladoras da nova administração.

Só lembrando que recentemente a Intel demitiu 12 mil funcionários em todo mundo e focou sua produção e desenvolvimento em chips para Data Center e dispositivos para IoT (Internet of Things), deixando de lado o combalido mercado de PCs

Desde que o governo Trump começou, em 20 de janeiro, há uma forte campanha para que empresas comecem a produzir dentro dos EUA e parem os investimento em outros países. Um dos casos mais conhecidos foi da Ford, que havia anunciado ampliação da fábrica no México, voltou atrás e vai ampliar os negócios nos EUA.