Home Notícias Corporativas Maior queijo do mundo será produzido em Ipanema – MG

Maior queijo do mundo será produzido em Ipanema – MG



A cidade de Ipanema, MG, realizará nos dias 16, 17 e 18 de junho, a 12ª edição da Festa do Queijo, um evento que já se tornou tradição não só localmente, mas em todo o estado de Minas Gerais.

Ipanema já detém o recorde de maior queijo do mundo, e este ano a expectativa é de que a iguaria alcance cerca de 2.400kg.  Na última edição do evento, realizada em 2019, o recorde foi de 2.284kg para o queijo, 828kg para o doce de leite, e 1.150 litros para a queimadinha.

Ipanema é uma importante bacia leiteira do Vale do Rio Doce. Com 20 mil habitantes, localizada a 365 km de Belo Horizonte, 75 km de Caratinga e 80 km de Manhuaçu, tem como propulsor da economia a pecuária leiteira. A cidade ficou nacionalmente conhecida pela produção do queijo gigante, e este ano, em parceria com o laticínio Dois Irmãos e a fábrica de doces Nhá Nair, espera realizar a maior edição do evento.

O prefeito Júlio Fontoura conta que a expectativa dos ipanemenses para o evento é alta, e que a festa é motivo de orgulho para o povo da cidade. “Está chegando a melhor edição de todos os tempos da Festa do Queijo de Ipanema. Trabalhamos para melhorar a cada ano este evento que colocou Ipanema no cenário nacional. Cada ipanemense pode se orgulhar desta festa. Desta cidade. Do queijo. Do doce. Do leite. Cada ipanemense pode e deve se orgulhar de ser ipanemense’’.



No dia 18 de junho, o queijo e o doce de leite desfilarão pela cidade em carro aberto e em seguida serão cortados e distribuídos gratuitamente para a população na Praça Coronel Calhau.

Para a pesagem do queijo e do doce de leite, a auditoria será realizada pelo Rank Brasil. Além das iguarias gigantes, a Festa do Queijo conta com uma programação voltada para a valorização da gastronomia e da cultura local, e contará também com shows de talentos da região – tendo como atração principal o cantor Tierry.

A empresária no ramo de restaurantes, Ivone Cristina, relata que a festa é essencial para a economia local. “Estamos ansiosos para receber novamente os visitantes, familiares e amigos. Ipanema tem muito a oferecer, desde paisagens, nossa rica cultura e culinária. A realização do evento é um marco na retomada do turismo após a pandemia. Desde 2020 esperamos pela realização deste evento, pois ele é um dos principais acontecimentos que alavanca a economia local.”

Produção do queijo, doce de leite e queimadinha

Para a produção do queijo, serão gastos 25 mil litros de leite, além de outros ingredientes, como cloreto de cálcio, coalho, fermento lácteo e sal. O queijo é produzido em um único dia, no entanto, seu período de maturação é de seis dias.

Já o doce de leite, levará aproximadamente 1.600 litros de leite em sua produção, 440 quilos de açúcar, além de glicose e um redutor de acidez. Seu tempo de fabricação é de dois dias, e ele será produzido na semana do evento. A estimativa é de que o doce também bata seu próprio recorde e atinja cerca de 900kg.

Para a fabricação da queimadinha, serão gastos aproximadamente 1.200 litros de leite e açúcar. Ela será produzida no dia do evento e armazenada em um bule de aço inox com 1,80 metros de altura, dois metros de diâmetro e um metro de base para fogareiro.

O queijo, a queimadinha e o doce de leite serão distribuídos para a população na tarde do dia 18 de junho.

 

 

Maior queijo do mundo será produzido em Ipanema – MGMaior queijo do mundo será produzido em Ipanema – MGMaior queijo do mundo será produzido em Ipanema – MGMaior queijo do mundo será produzido em Ipanema – MGMaior queijo do mundo será produzido em Ipanema – MGMaior queijo do mundo será produzido em Ipanema – MG

Previous articleExpo Brasil Solar levou negócios e networking a Belém e Recife
Next articleDivórcios litigiosos quase se igualaram aos consensuais entre 2015 e 2021