Home Notícias Corporativas O contrato por administração é a forma mais transparente para execução da...

O contrato por administração é a forma mais transparente para execução da obra?



Toda obra começa pela contratação de um escritório de arquitetura e engenharia para colocar e tirar do papel o seu projeto. Após essa etapa, inicia-se a escolha do tipo de relação, ou melhor, contratação entre a empresa e o cliente. Por isso, além de ter boas referências sobre o escritório ao qual confiará a sua realização, antes, é importante conhecer também os modelos existentes de contrato para esta empreitada: Global, Mista ou por Administração.

Contratação por Administração

De acordo com o engenheiro da Claassen Arquitetura e Construção, Fernando Campos, a contratação por administração acaba sendo a mais barata para o cliente. Neste modelo, o papel da construtora é auxiliar o cliente a contratar os melhores profissionais para a execução de cada serviço, assim como na compra dos materiais de construção, sempre buscando o melhor custo-benefício.

O engenheiro explica que a remuneração da construtora é realizada por um percentual sobre o valor global da obra, por exemplo, 10%. Ou seja, tudo que for empregado ou gasto na obra, acrescenta-se 10% e paga-se à construtora. E, desde o início, ficam estabelecidos mecanismos de trava no contrato para que, caso a obra ultrapasse o valor estimado inicialmente, o administrador seja penalizado. “Assim, a construtora não tem interesse que a obra custe mais cara ao final para aumentar sua remuneração proporcional. Se a obra ultrapassar o valor estimado, reduz a participação do construtor, como forma de punição”, observa Fernando Campos.



Por que a contratação por administração é a forma mais transparente e segura?

Na contratação por administração paga-se o preço de custo dos materiais e mão de obra, por isso, ela é a forma mais transparente e clara de se contratar uma empresa. Muitos construtores estão migrando para este tipo de contratação, visto que se tornam mais competitivos em questão de valores de mercado e pela previsibilidade de faturamento, além de terem relacionamentos muito mais claros e objetivos com seu contratante.

Empreitada Global

No tipo de contratação por empreitada global, também conhecida como preço fechado ou chaves na mão (materiais + mão de obra), como o próprio nome já diz, a empresa cobra um valor fechado para entregar a obra pronta. “Neste modelo de contrato é preciso considerar, embutido no preço, uma possível alta no valor dos materiais durante a construção, retrabalhos, imprevistos, margem de lucro, entre outras coisas que pode tornar o custo por m² para o cliente mais caro do que o seu valor real”, considera o engenheiro da Claassen Arquitetura e Construção.

Segundo Fernando Campos, se o projeto não for bem detalhado e com os materiais muito bem especificados, corre-se o risco de o construtor tomar decisões durante a obra que vão impactar na qualidade dos materiais. “É comum haver divergências entre o que o cliente esperava ao final da obra e o que realmente estava incluso no preço, surgindo diversos “extras” que acabam estourando o orçamento e estragando a experiência como um todo, podendo gerar até ações judiciais. Portanto, muito cuidado ao assinar um contrato deste tipo”, orienta.

Empreitada Mista

A contratação de empreitada mista é aquela que a empresa fornece apenas a mão de obra, a qual as empresas cobram, normalmente, um valor por m² de construção, mas não são especificados detalhadamente os serviços inclusos e o padrão de qualidade. “Pode parecer a mais barata, mas é a mais perigosa”, adverte Fernando. “Essa forma de contratação muitas vezes frustra o cliente, que esperava algo bem diferente do que é entregue. Sem contar nas ‘surpresas’ ao final da obra com os serviços, X, Y e Z que não estavam inclusos neste pacote”, disse.

De acordo com Fernando Campos, é importante salientar que não existe o “melhor” modelo de contratação, mas é possível vislumbrar vantagens e desvantagens sobre cada tipo de contrato com base nas necessidades de cada empreendimento, sempre lembrando que toda obra deve ter um profissional, engenheiro ou arquiteto, responsável, seja para executar construções ou realizar reformas.

O engenheiro ressalta que o sucesso de qualquer um dos tipos de contratação depende muito da competência e honestidade da construtora. “Uma boa empresa sempre vai zelar pela qualidade do seu serviço e pelo bom relacionamento com seus clientes”, afirma.

O contrato por administração é a forma mais transparente para execução da obra?O contrato por administração é a forma mais transparente para execução da obra?O contrato por administração é a forma mais transparente para execução da obra?O contrato por administração é a forma mais transparente para execução da obra?O contrato por administração é a forma mais transparente para execução da obra?

Previous articlePesquisa indica os principais desafios do mercado de dados do país
Next articleArieI Halpern: IA para detecção facial melhora reconhecimento de tons de pele