Home CORPORATE Mercado Pandemia evidencia violação de direitos humanos na agropecuária

Pandemia evidencia violação de direitos humanos na agropecuária



A pandemia de covid-19 evidenciou casos de violações aos direitos humanos em todo o mundo e deixou reflexos nas condições decentes de trabalho, especialmente nas atividades relacionadas à agricultura em países da América Latina e Caribe. Em um âmbito mundial, a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação chama a atenção para violações graves dos direitos humanos, visto que, dos 160 milhões de crianças que trabalham em todo o mundo, 70% estão na produção agrícola, pecuária, silvicultura, pesca e aquicultura.

Antes da crise sanitária, 19,2% do total de pessoas empregadas na América Latina já estava em emprego rural – número próximo a 52 milhões de trabalhadores ocupados. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o setor agrícola é maior em países da América Central, como Guatemala, Honduras e El Salvador. Já na América do Sul, Bolívia, Paraguai e Equador são os que contam com maior população economicamente ativa rural.

Dados da OIT mostram, ainda, que o emprego rural na América Latina e Caribe se caracteriza por uma alta vulnerabilidade devido à informalidade, que atinge 70% do total de trabalhadores deste setor. A maior parte da informalidade rural ocorre em unidades pouco produtivas.

Com base nisso, a OIT considera que os governos e as pessoas que ocupam papéis de liderança no setor agropecuário devem estar atentos à extensão da seguridade social às populações rurais, às políticas orientadas para o meio rural, com abordagens inovadoras, e ao fortalecimento da promoção do trabalho decente.

Já o presidente e principal executivo do Latin American Quality Institute (LAQI), Daniel Maximilian da Costa, ressalta a necessidade de um sistema adequado de inspeção ao setor agrícola, que envolva gestões e realidades regionais. “Prioridades nacionais e restrições financeiras precisam ser levados em conta no contexto das reformas da administração do trabalho agrícola, assim como políticas de desenvolvimento. Entender questões locais, como clima, fauna e certas características, podem apoiar a aplicação de atividades em nível local e municipal. Iniciativas voluntárias sobre segurança e saúde de associações de empregadores e sindicatos de trabalhadores devem ser promovidas”, conclui.

Pandemia evidencia violação de direitos humanos na agropecuáriaPandemia evidencia violação de direitos humanos na agropecuáriaPandemia evidencia violação de direitos humanos na agropecuáriaPandemia evidencia violação de direitos humanos na agropecuáriaPandemia evidencia violação de direitos humanos na agropecuáriaPandemia evidencia violação de direitos humanos na agropecuáriaPandemia evidencia violação de direitos humanos na agropecuáriaPandemia evidencia violação de direitos humanos na agropecuáriaPandemia evidencia violação de direitos humanos na agropecuária

Previous articleImobiliária portuguesa promove evento para divulgar empreendimento em Cascais
Next articleFleurity lança kit primeira menstruação com foco em educação menstrual