Home Cultura Programa de educação financeira ajuda população a fugir do endividamento

Programa de educação financeira ajuda população a fugir do endividamento



De acordo com estudo realizado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em novembro de 2021, 12,3 milhões de famílias brasileiras tinham dívidas a vencer no cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, crédito consignado, empréstimo pessoal ou prestação de carro e de casa. Isso representa 74,6% de famílias endividadas no país.

Devido ao aumento significativo desse número nos últimos anos, o país mudou, inclusive, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), e a educação financeira é matéria obrigatória nas escolas desde 2020. Um dos objetivos é conscientizar jovens e crianças sobre a importância de lidar com as finanças de maneira consciente, mas ainda é pouco o número dos que colocam as lições em prática.

O Sicredi, primeira instituição financeira cooperativa do país e da América Latina, presente em 26 estados e no Distrito Federal, também se preocupa com a forma que as pessoas estão lidando com as finanças, por isso criou um programa de educação financeira chamado ‘Cooperação na Ponta do Lápis’, que foi elaborado para auxiliar as pessoas com o passo a passo para a construção de hábitos financeiros sustentáveis. 

Segundo os dados do programa, somente no ano passado foram realizadas 330 ações sobre o tema, nos estados do Nordeste e no Pará (Norte do país), alcançando um público de 44.216 participantes entre crianças e adolescentes, mulheres, adultos em geral, baixa renda, entre outros. Já em 2022 foram realizados 53 eventos sobre educação financeira, impactando quase 2 mil pessoas.



Não apenas os associados, mas também colaboradores e comunidade em geral podem ter acesso ao programa por meio de diversas ações, sistêmicas e locais. O propósito do Sicredi é levar educação financeira para todas as regiões em que está presente, contribuindo para uma sociedade melhor. “Acreditamos que, por meio da educação financeira, podemos transformar nossa relação com o dinheiro e conquistar maior independência e liberdade para nossa vida”, pontua a assessora do Desenvolvimento do Cooperativismo da Central Sicredi Norte/Nordeste, Cristiane Cavalcanti.

Dicas 

Cristiane Cavalcanti explica, ainda, que existem dicas pontuais para quem quer colocar as finanças em ordem e fugir do endividamento, são elas: não gaste mais do que ganha, faça um planejamento financeiro, priorize gastos, realize investimento mensalmente, se resguarde frente a possíveis imprevistos e tenha uma instituição financeira parceira, que preze pelo atendimento personalizado.

Crianças

Muitas ações do Sicredi relacionadas à educação financeira são voltadas para crianças, uma vez que a cooperativa entende que elas são o futuro da nação. Um exemplo é a parceria com a Maurício de Sousa Produções, que resultou na criação de uma série temática de histórias da Turma da Mônica que explica sobre a origem do dinheiro, orçamento familiar e como funcionam compras à vista ou a prazo. A intenção de focar em materiais específicos para público infantil é fazer com que a consciência financeira seja estimulada desde pequeno. 

Programa de educação financeira ajuda população a fugir do endividamentoPrograma de educação financeira ajuda população a fugir do endividamentoPrograma de educação financeira ajuda população a fugir do endividamentoPrograma de educação financeira ajuda população a fugir do endividamentoPrograma de educação financeira ajuda população a fugir do endividamentoPrograma de educação financeira ajuda população a fugir do endividamentoPrograma de educação financeira ajuda população a fugir do endividamentoPrograma de educação financeira ajuda população a fugir do endividamentoPrograma de educação financeira ajuda população a fugir do endividamentoPrograma de educação financeira ajuda população a fugir do endividamentoPrograma de educação financeira ajuda população a fugir do endividamentoPrograma de educação financeira ajuda população a fugir do endividamentoPrograma de educação financeira ajuda população a fugir do endividamento

Previous articlePaulo Vitale participa de podcast da Canon do Brasil
Next articleQuais setores podem se beneficiar das tendências logísticas ao longo deste ano?