Home Carros Conectados Stellantis é líder no mercado Brasileiro, Argentino e Sul-Americano

Stellantis é líder no mercado Brasileiro, Argentino e Sul-Americano

A Stellantis encerrou o mês de julho com 38,9% de participação no mercado brasileiro de automóveis e comerciais leves, com um total de 63.471 veículos vendidos no mês

A marca Fiat avançou na liderança do mercado, com 43.686 veículos vendidos e 26,8% de participação, enquanto a marca Jeep teve o maior market share de sua história, com 8,3% e 13.547 unidades emplacadas. Peugeot, com 1,9%, Citroën (1,6%) e Ram (0,4%) também expandiram suas participações de mercado. Entre os dez veículos mais vendidos em julho, seis modelos são da Stellantis – os Fiat Argo, Strada, Mobi e Toro, e os Jeep Renegade e Compass.

No acumulado do ano, a Stellantis lidera o mercado com 32,6% de participação e 383 mil veículos emplacados. Fiat é a marca líder do mercado brasileiro, com 22,8% de participação, enquanto Jeep acumula uma participação de 7,4%, seguindo-se Peugeot (1,3%), Citroën (1%) e Ram (0,2%). No acumulado de janeiro a julho, Stellantis tem seis modelos entre os dez mais vendidos. O campeão de vendas é a Fiat Strada, com 70.500 unidades.

Líder na Argentina e na América do Sul
A Stellantis também é líder na Argentina. Em julho, as vendas somaram 9.574 unidades, o equivalente a 31,2% do mercado total. No acumulado do ano, mais de 64 mil veículos foram vendidos no país, assegurando à Stellantis a liderança do mercado com 28,1%.

Devido a estes resultados positivos nos dois principais mercados da região, a Stellantis consolidou-se na liderança de vendas na América do Sul. Em julho, foram comercializados 80.313 veículos, com participação de 27,4% nas vendas totais, elevando o acumulado na América do Sul para 493 mil unidades, o equivalente a 24% das vendas totais registradas na região.

Fiat amplia liderança
A Fiat encerrou julho na liderança do mercado brasileiro pelo sétimo mês consecutivo, com 26,8% de participação, o melhor resultado da marca desde agosto de 2007 (26,9%). O Fiat Argo fechou o mês como o carro mais vendido no Brasil, com 10.873 unidades, o equivalente a 6,7% das vendas totais, em seu melhor resultado desde o seu lançamento, sendo seguido pela Strada, segundo modelo mais vendido no ranking geral, com 9.439 unidades e 5,8% de market share, e pelo Mobi na terceira posição no ranking geral, posição com 8.059 unidades (4,9%), que representa seu recorde de vendas desde o seu lançamento em 2016.

As picapes Toro, com 7.031 unidades vendidas, e Strada, com 9.439 unidades emplacadas, continuam se destacando no segmento.

No acumulado do ano, Fiat amplia sua liderança de mercado com 22,8% de market share, superando a marca de 267 mil unidades vendidas, sendo a marca que mais cresce no mercado, com 8,3 pontos percentuais sobre o mesmo período de 2020.

Fiat Strada se consolida como veículo mais vendido do Brasil em 2021, com 70.505 unidades vendidas e 6,0% de market share. E a Fiat é a marca com mais modelos dentro do dez mais vendidos do ano: Strada na primeira posição, Argo na terceira, Mobi na quinta e Toro na sétima.

A Strada também foi o modelo mais vendido na América do Sul durante o primeiro semestre do ano, quando acumulou 66.483 unidades comercializadas e 3,8% de participação de mercado em toda a região.

Jeep atinge participação de mercado histórica em julho no Brasil
A marca Jeep atingiu recorde de market share com 8,3% no mercado total, com 13.546 carros emplacados no mês de julho, além de alcançar 25,1% entre os SUVs. A Jeep ainda garantiu mais uma vez os dois primeiros lugares no ranking de SUVs, com Renegade em primeiro lugar e Compass em segundo. No mercado total, ambos os modelos estão entre os dez mais vendidos: o Renegade em sexto e o Compass em sétimo.

O Compass atingiu seu segundo melhor emplacamento da história em julho, com 6.670 unidades emplacadas e 4,1% de participação de mercado no total da indústria, seu maior número percentual até hoje. Já o Renegade teve 6.854 unidades comercializadas em julho, com 4,2% de participação na indústria total. Em SUVs compactos ele segue sendo o líder, com 21,1% do segmento. O modelo também está no topo do mercado argentino de SUVs.

No acumulado do ano, a Jeep totaliza 86.792 veículos vendidos, o equivalente a uma participação de mercado de 7,4%.

Ram: vendas crescentes
Em julho, a Ram teve o melhor mês da sua história no Brasil pela terceira vez consecutiva, com 628 unidades vendidas, a melhor participação do ano entre as marcas premium, com 13,3%. No acumulado de 2021, a participação é de 7,4%. A 2500 foi o segundo veículo premium mais vendido em julho.

Já são 2.026 emplacamentos da marca neste ano, mais do que o dobro das vendas registradas em igual período do ano passado, com 907 unidades.

Citroën cresce 43% em vendas no acumulado do ano
No acumulado de janeiro a julho desse ano, a Citroën comercializou 11.687 veículos, um crescimento de 43% em volume de vendas quando comparado ao mesmo período do ano passado, taxa superior à do mercado brasileiro, que foi de 26% nos sete primeiros meses do ano. O multipremiado SUV C4 Cactus se destacou em seu segmento, com 2.285 unidades vendidas no mês de julho. A estratégia comercial da marca apresenta resultados significativos, consolidando seu crescimento. Em julho, conquistou 1,6% de participação de mercado.

Peugeot cresce 164%
A Peugeot comercializou 15.040 veículos nos sete primeiros meses 2021, crescendo 164% na comparação com o mesmo período do ano anterior. A marca alcançou 1,3% de participação de mercado desde janeiro.

Previous articleServiço de limpeza: setor aumenta e eleva a importância das normas de segurança
Next articleProjeto nas redes sociais ajuda a combater violência contra mulheres