Home Cultura Enem: como os estudantes podem usar a tecnologia na preparação para a...

Enem: como os estudantes podem usar a tecnologia na preparação para a prova digital?

São Paulo, SP 4/2/2021 – As atividades gamificadas são uma forma leve de trabalhar conceitos matemáticos de uma forma sériaGeorge Balbino, vice-presidente da Mangahigh Brasil, plataforma de ensino-aprendizagem digital, fala dos benefícios dessa abordagem para os exames

No próximo dia 31 de janeiro acontece a estreia da versão digital do Nem. Sendo a tecnologia a novidade deste formato, como os alunos podem se preparar nestes dias que antecedem a avaliação?

Primeiramente, é importante lembrar que o estudante não vai absorver todo o conteúdo dos três anos de Ensino Médio a poucos dias da prova. Esse aprendizado deve ser contínuo para sedimentar os conhecimentos e construir uma base sólida. No entanto, é relevante fazer um checklist por assuntos, relembrar conceitos e esclarecer dúvidas. O vice-presidente da Mangahigh Brasil, George Balbino, fala sobre as vantagens de usar recursos digitais para otimizar essa revisão:

1) Identificando lacunas
As plataformas de aprendizagem digital permitem a identificação de lacunas na aprendizagem assim como a identificação do nível de compreensão de determinado assunto. Isso é possível graças à personalização do ensino e da experiência de aprendizagem.

2) Usando o tempo de forma eficaz
O recurso tecnológico ainda tem duas vantagens em relação ao uso adequado do tempo. A primeira delas é que a ferramenta dá uma resposta imediata, ou seja, não é necessário esperar a correção de um professor ou amigo para seguir em frente.
Apesar de a troca de conhecimentos entre colegas e o apoio do docente serem indispensáveis, essa possibilidade impulsiona o protagonismo do aluno em seu próprio estudo, incentivando a aprendizagem ativa.

Outra vantagem é que muitas plataformas contabilizam o tempo usado para a resolução dos exercícios. A prática é especialmente eficiente em treinar a agilidade de raciocínio e, consequentemente, para avaliações com tempo limitado.

3) Aprendendo com games
“As atividades gamificadas são uma forma leve de trabalhar conceitos matemáticos de uma forma séria”, explica Balbino. Assim, para a revisão antes do Enem, são uma ferramenta excelente já que proporcionam o aprendizado de uma maneira instigante e divertida.

Os games permitem revisar diferentes conceitos matemáticos entrelaçados e também identificar o nível de dificuldade que o aluno domina. Assim, a plataforma dá a sugestão de reforço pedagógico, ou seja, aponta o tema que o estudante deve revisar para conseguir resolver a proposição do game. Esse é um instrumento poderoso também para usar em conjunto com materiais didáticos como livros e apostilas.

4) Aprendendo com diferentes formatos
Os 100 mil inscritos no exame deverão fazer a prova fora de casa, mas em um computador. Como o formato é diferente, existe a possibilidade de as questões utilizarem elementos como gráficos interativos, vídeos, jogos, mapas 3D, entre outros; algo que não é viável em uma prova impressa.

Para a versão digital, Balbino reforça que o aluno deve se familiarizar com abordagens diversas: assistir vídeos no YouTube, compreender gráficos, infográficos, ouvir podcasts, entre outros. “A ambientação é importante, já que a prova abre a possibilidade para o aluno ter de assistir a um vídeo com mapas e questões geográficas e, a partir dessas informações, aplicar conceitos matemáticos”, comenta George.

Essa busca ativa pelo conhecimento permite que o aluno tenha uma percepção mais apurada também do seu tipo de formato favorito, ou seja, o que permite uma melhor absorção do conteúdo.

Enem Digital: futuro?

Balbino comenta que existe uma forte ligação entre o Enem, Digital e o crescimento das plataformas de aprendizagem. Ele acrescenta que a pandemia mostrou a urgência de acelerar o processo tecnológico nas escolas particulares e públicas e que essa primeira edição da prova digital irá impactar o futuro das avaliações. “Apesar da escala ser pequena em comparação ao Enem tradicional, a estreia do digital mostrará a confiabilidade do sistema e a agilidade no tempo de retorno para resultados, podendo acelerar ou retardar o processo do digital para futuras provas do Enem e outras do Governo, como o Saeb”, completa.

Enem: como os estudantes podem usar a tecnologia na preparação para a prova digital?

Website: https://www.mangahigh.com/pt-br/

Previous articleNova geração de eletrodomésticos tem personalização em foco para atender os consumidores
Next articleRação para gatos: quais são os principais aspectos a serem analisados?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.