Home NOTÍCIAS A planta milenar: curiosidades sobre o bonsai

A planta milenar: curiosidades sobre o bonsai

30/6/2021 – O bonsai pode ser descrito como uma pequena árvore. Devido à cultura cultivada ao longos dos anos, essas plantas resistem ao tempo e transmitem bons desejos para as pessoas.

O bonsai é uma árvore em miniatura cultivada em vasos ou outros recipientes pequenos. Em japonês, o termo significa “plantado em uma bandeja”. Acredita-se que antes do século VIII, os chineses já tinham interesse em manter árvores em vasos. Mas foi somente com a influência do Japão, especialmente do budismo naquele país, que a técnica começou a se difundir.

Na prática, qualquer arvore pode virar um Bonsai. Para isso é necessário manter o processo de podas contínuas de galhos e raízes, além de amarrações com arame. As plantas que têm uma estrutura menor apresentam melhores resultados, entre elas: amoreira, azaleia, camélias, fícus, figueira, jasmim, pessegueiro, pinheiro.

Como presente, o bonsai simboliza desejos como prosperidade, equilíbrio, harmonia e boa sorte ao destinatário. Além disso, há a vantagem de que essas plantas são ótimas recordações porque apresentam maior tempo de vida. O museu italiano Crespi, por exemplo, abriga um bonsai de ficus com mais de mil anos.

Além disso, como essas árvores em miniaturas precisam de cuidados específicos e muita dedicação, são indicadas para apreciadores de jardinagem.

Ademais, a arte de cultivar bonsais é uma técnica oriental que é considerada uma terapia eficaz, exigindo paciência, concentração e coordenação motora. Seu cuidado pode despertar em seus donos sentimentos nobres, comuns à filosofia budista, como respeito pela vida, paz interior e exterior (em relação às outras pessoas).

*Por Giuliana Flores, marketplace de flores e itens presenteáveis.
A planta milenar: curiosidades sobre o bonsai

Website: http://www.giulianaflores.com.br

Previous articlePela primeira vez na história dos EUA, a ABS, Robert Allan, Signet e USCG utilizam o processo puramente 3D para a entrega de embarcações comerciais
Next articleMais de 1 milhão de pessoas por ano sofrem queimaduras