Com a correria do dia a dia somada ao desejo de otimizar o tempo, cada vez mais os imóveis com menores metragens surgem para atender a demanda, seja a de morar mais perto do trabalho e evitar o trânsito, ter menos gastos nas…[read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

…contas comuns ou até na organização da casa.

Os apartamentos com menos de 45m², considerados compactos ou estúdio, já representam 42,6% de lançamentos só na capital paulista e 36,8% de unidades já vendidas. Os dados são do Sindicato de Habitação de São Paulo (Secovi – SP).

Por isso, seguindo o modelo que já é tendência em São Paulo, a Braido Ceceli Arquitetura e Construções lançou um projeto que, além de uma estrutura estúdio (com metragens menores e cômodos integrados) traz também conceitos colaborativos.

“O empreendimento tem unidades com 42m² para o morador, mas a ideia é não oferecer só o apartamento e sim algo muito maior, como uma extensão da casa dele. Com espaços públicos como a lavanderia e utensílios que podem ser guardados no prédio, a área útil do apartamento aumenta”, explica o diretor executivo da Braido Ceceli, Amauri Ceceli.

Tomadas com porta USB e fechaduras com impressão biométrica são também outras novidades do condomínio Touch Studio Jardim. Com conceito colaborativo o imóvel irá disponibilizar de bicicletas, aspirador de pó, escada, serviços e até uma horta de uso comum dos moradores.

Confira os principais motivos que dão força à tendência:

Com as mudanças sociais o mercado imobiliário tem recriado as maneiras e modelos de construção, um dos exemplos disso é a tendência de moradias compactas. Cada vez mais o modelo ganha destaque na hora da venda e o que não falta são motivos para adquirir um tipo de imóvel desses, abaixo há uma lista deles, veja:

Compartilhamento
Uma das facilidades mais interessantes é a do compartilhamento, pois o cliente não precisa mais acumular coisas dentro de casa, já que no prédio há uma série de objetos de uso comum, como aspirador de pó e ferramentas, além dos serviços compartilhados, como o de limpeza ou personal trainer.

Organização
Este fator deve entrar na lista porque com o espaço reduzido do apartamento, o morador vê o ambiente como algo mais fácil de organizar e muitas vezes economiza por dispensar os serviços de uma profissional.

Preço
Além de poder reduzir custos de serviço como o exemplo acima, pelo tamanho da casa os gastos com energia e até de compra da unidade podem ser menores.

Localização
A localização desse apartamento é na maioria das vezes, privilegiada. Afinal, o consumidor que busca este tipo de conceito quer ficar mais próximo do trabalho, de transporte público e de espaços de lazer.

Lazer
Além do lazer aos arredores dos prédios, os próprios imóveis contam com uma série de atividades, como piscina, bar, horta, entre outros.

Otimização
Há uma otimização significativa de diversos fatores, que seria a soma de todos e outros itens que caberiam nesta lista, redução de custos, localização, organização, tempo, alimentação, lazer, interação social etc.

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA
Apartamentos compactos são nova tendência e atraem novos clientes