NOVIDADES

Cinco tendências de segurança de redes para 2020


by 16 de janeiro de 2020 0 comments

Por Guilherme Ara√ļjo *

Dois trilh√Ķes de d√≥lares. Segundo pesquisas globais, esse √© o tamanho do preju√≠zo provocado por crimes virtuais ao longo de 2019, em uma lista de ataques que inclui todo o tipo de fraudes e contamina√ß√Ķes em busca do roubo e sequestro de dados.

De fato, n√ļmeros como os registrados este ano deixam claro que nunca foi t√£o complexo manter a seguran√ßa digital das informa√ß√Ķes como hoje em dia. Afinal de contas, ao mesmo tempo em que a tecnologia evolui, os cibercriminosos tamb√©m continuam a desenvolver suas armadilhas e truques.

Nesse cen√°rio, garantir a seguran√ßa da infraestrutura de TI demanda uma postura proativa, que invista em solu√ß√Ķes e processos que mitiguem as poss√≠veis amea√ßas, eliminando as brechas e vulnerabilidades que, porventura, existam dentro das organiza√ß√Ķes como um todo. Al√©m disso, √© fundamental ter sistemas de seguran√ßa capazes de monitorar a estrutura tecnol√≥gica de forma cont√≠nua.

Com ajuda da tecnologia, é possível aumentar a proteção digital das empresas e iniciar uma jornada de maior performance empresarial. Para manter as empresas em alerta, destacamos as tendências que merecem destaque e atenção dos executivos líderes de TI e, também, dos responsáveis por segurança. As cinco principais tendências de segurança digital para 2020:

#1. Privacidade de Dados ‚Äď Com a entrada em vigor da nova Lei Geral de Prote√ß√£o de Dados Pessoais (LGPD) prevista para agosto de 2020, a ‚Äúprivacidade de dados‚ÄĚ ser√° um tema bastante frequente para as empresas, especialmente aquelas com grandes opera√ß√Ķes e diversos canais de atendimento a clientes.

Contudo, vale destacar que as organiza√ß√Ķes ser√£o respons√°veis por todos os tipos de dados pessoais ‚Äď incluindo o de parceiros e colaboradores, al√©m dos consumidores. Isso exigir√° que os l√≠deres de neg√≥cios e TI trabalhem para fortalecer suas defesas, incluindo a gest√£o de links e o refor√ßo de pol√≠ticas de controle de acesso √†s informa√ß√Ķes.

#2. Gest√£o de dispositivos pessoais – Aproximadamente dois ter√ßos dos problemas de seguran√ßa acontecem por meio de falhas humanas, com erros de processo e neglig√™ncia durante as opera√ß√Ķes. Outro ponto interessante √© que a maior parte dos ataques virtuais come√ßam com contamina√ß√Ķes de equipamentos ‚Äúpessoais‚ÄĚ (dos colaboradores), que s√£o usados dentro da rotina corporativa.

Isso significa, portanto, que gerenciar redes com cada vez mais dispositivos conectados √© uma atividade verdadeiramente desafiadora ‚Äď e complexa ‚Äď para as equipes de ciberseguran√ßa. Em ambientes onde os usu√°rios podem usar seus pr√≥prios equipamentos, √© indicado que as companhias estabele√ßam pol√≠ticas de seguran√ßa mais rigorosas, com filtros de conte√ļdo pr√°ticos. Outra medida importante √© contar com firewalls de pr√≥xima gera√ß√£o, com recursos avan√ßados para o monitoramento e prote√ß√£o das informa√ß√Ķes.

#3. Internet das Coisas (IoT) e Intelig√™ncia Artificial (IA) ‚Äď √Ä medida que a Quarta Revolu√ß√£o Industrial avan√ßa, podemos esperar que novas amea√ßas contra os novos padr√Ķes de intera√ß√£o homem-m√°quina surjam gradualmente. Os projetos de IoT est√£o sendo constru√≠dos em diferentes camadas, com redes e sistemas que podem ser atacados em diferentes pontos e formatos.

Hoje, estudos j√° indicam o aumento das tentativas de fraude direcionadas aos sistemas de automa√ß√£o, sensores e access points utilizados na estrutura geral. Al√©m disso, clusters em Nuvem e servidores locais tamb√©m podem ser alvos de contamina√ß√Ķes. √Č recomendado investir em novas ferramentas de identifica√ß√£o de amea√ßas, com detec√ß√£o inteligente de invas√Ķes e anomalias de rede.

#4. Foco nas pessoas ‚Äď Um dos desafios das empresas para 2020 ser√° conscientizar e engajar os profissionais para a import√Ęncia do tema ciberseguran√ßa, uma vez que a prote√ß√£o digital depende da aten√ß√£o e do empenho de todos. Com processos cada vez mais r√°pidos e alta exig√™ncia por efici√™ncia, √© extremamente importante que os usu√°rios entendam seus papeis dentro da seguran√ßa da organiza√ß√£o como um todo.

At√© porque √© bastante prov√°vel que as tentativas de Phishing ‚Äď envio de iscas maliciosas por e-mail, mensagem e redes sociais ‚Äď siga sendo o principal mecanismo de infec√ß√£o de v√≠rus e malwares. Nesse cen√°rio, as empresas devem treinar seus colaboradores, estabelecendo regras pr√°ticas de atua√ß√£o. O objetivo √© diminuir ao m√°ximo as vulnerabilidades, sem abrir m√£o da produtividade trazida √† tona pela transforma√ß√£o digital.

#5. Prepare-se para mudan√ßas – Estamos diante de um cen√°rio em evolu√ß√£o tecnol√≥gica, no qual as amea√ßas cibern√©ticas tamb√©m est√£o aumentando ano ap√≥s ano em todo o planeta. Vale deixar claro, por√©m, que os ataques n√£o visam apenas as grandes empresas ‚Äď hoje, at√© mesmo os pequenos neg√≥cios s√£o alvo de hackers, que ficam √† procura de brechas em seus sistemas de seguran√ßa.

Para enfrentar esse ambiente desafiador, as organiza√ß√Ķes devem adotar ferramentas para monitorar seu ambiente de TI e contar com o apoio de especialistas que trabalham constantemente para manter as configura√ß√Ķes bem ajustadas √†s necessidades de desempenho e prote√ß√£o das redes. √Č fundamental observar a seguran√ßa das redes como um ponto estrat√©gico, com impactos diretos √†s vendas, √† produ√ß√£o e, desse modo, ao resultado geral da companhia.

√Č hora de se antecipar √†s amea√ßas buscando as inova√ß√Ķes que permitir√£o aos l√≠deres uma nova experi√™ncia para gerenciar os riscos e maximizar as oportunidades.

 

* Guilherme Ara√ļjo √© Diretor de Servi√ßos da Blockbit

 

No Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de coment√°rios s√£o processados.