O mundo completou mais de um ano em pandemia, e, diante da maior crise sanitária dos últimos tempos, o desequilíbrio ambiental foi potencializado e trouxe ainda preocupações quando o assunto é meio ambiente. Neste período, sustentabilidade virou palavra de ordem para muitos consumidores, crescendo a atenção na hora de escolher não só produtos mais seguros para o planeta, como marcas que tivessem esse cuidado em seus processos.

“Os resíduos domésticos cresceram exponencialmente por conta do isolamento social, e registramos um aumento de 40% na procura pelos produtos fabricados com material renovável e/ou reciclado”, destaca o diretor comercial da Embalixo, Rafael Costa.

De acordo com pesquisa da Akatu e Globescan realizada em 27 países, incluindo o Brasil, mais de 80% dos consumidores esperam que as empresas cuidem do que está sob seu controle operacional, mais de 70%, que não agridam o meio ambiente e mais de 60%, que estabeleçam metas para tornar o mundo melhor, priorizando ainda questões dos funcionários.

“Nos últimos anos só fabricamos produtos que contenham material renovável ou reciclado”, destaca Costa. “Além disso, fazemos campanhas internas de otimização de insumos junto aos nossos colaboradores, com o intuito de que eles repliquem esses conceitos em casa e para outras pessoas, criando uma corrente de hábitos sustentáveis”, ressalta o diretor, lembrando ainda que a legislação que prevê metas para descarte correto de resíduos já completa 10 anos, mas o Brasil ainda recicla apenas 3% de suas 79 milhões de toneladas de lixo produzidas por ano.

Para as indústrias que ainda correm atrás do tempo perdido ou mesmo duvidam que ser sustentável seja necessário ou lucrativo, o diretor Rafael Costa aponta que é um caminho longo, mas que necessariamente precisará ser percorrido por todas as empresas que quiserem sobreviver.

“Acreditamos que chegará um dia que marcas e produtos que não respeitam  o meio ambiente serão extintas do mercado”, analisa. “As empresas precisam ter um propósito de negócios e deixar seu legado, por isso seguimos nossos pilares de inovação e sustentabilidade, buscando, claro, praticidade ao consumidor, mas sempre preocupados com a questão ambiental e a economia circular”, conclui.

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

Quais os cuidados com os cães no verão?