Home Cultura POP Confira 4 dicas práticas do turismo responsável

Confira 4 dicas práticas do turismo responsável

Pesquisar a cultural local e respeitá-la, priorizar os transportes públicos e a economia local, além de verificar se os passeios respeitam as comunidades anfitriãs, são dicas importantes

Embora seja um dos grandes segmentos econômicos mundiais, o turismo vem sofrendo um processo de revisão de seus princípios.

Em um contexto no qual a situação climática se impõe, exigindo novos parâmetros de produção e consumo, a formulação de um turismo responsável, que se preocupa em respeitar não só o meio ambiente, mas também a cultura e as pessoas que moram no lugar visitado, é essencial.

Nesse cenário, surgem diferentes práticas para concretizar um turismo responsável, que respeite os processos ecológicos e as comunidades anfitriãs, preserve o patrimônio natural e a biodiversidade, garantindo uma sustentabilidade econômica, a longo prazo, para todas as partes interessadas e envolvidas com atividades turísticas, de maneira equilibrada.

Uma das práticas desse turismo é a aquisição de passagens rodoviárias online, o que reduz o consumo de papel, que, antes, deveria ser usado para a impressão do documento. A seguir, veja algumas orientações de como respeitar o meio ambiente durante uma viagem.

Novos pilares
Além de garantir oportunidades estáveis de geração de emprego, renda e serviços sociais para as comunidades que moram no local, contribuindo para a redução da pobreza, o turismo responsável está estruturado em três pilares fundamentais: respeito ao meio ambiente, justiça social e prudência econômica.

Isso demonstra a necessidade de abordagens e estratégias interdisciplinares para lidar com as urgências de cada lugar, já que todos esses agentes estão interconectados.

Principais objetivos
Em 2015, 193 estados-membros da Organização das Nações Unidas (ONU) formularam a Agenda 2030, um documento que prevê 17 metas globais de desenvolvimento sustentável a serem praticadas nos 15 anos seguintes.

Entre essas metas, estão: erradicar a pobreza, promover saúde e bem-estar, fornecer água e saneamento básico, utilizar energia limpa e sustentável, incentivar o crescimento econômico, sustentado por empregos que respeitem os direitos de trabalhadores, além de impulsionar o consumo responsável, a educação de qualidade e a igualdade de gênero.

Práticas responsáveis
Uma prática fundamental do turismo responsável é respeitar a cultura local. Esse é um dos principais aprendizados a serem desenvolvidos por qualquer viajante. Compreender e aceitar que as pessoas têm visões de mundo e hábitos diferentes é fundamental para permitir o mínimo de transformação a partir da experiência em outro lugar, sem fazer dele apenas um novo cenário para fotografias.

Para isso, uma boa dica é pesquisar um pouco sobre a cultura e a história do destino escolhido antes de viajar. Isso inclui algumas palavras e expressões fundamentais, como “obrigado”, “por favor”, “com licença” e “bom dia”, hábitos alimentares, roupas típicas e outras regras socialmente respeitadas.

Economia local
Turistas desatentos buscam apenas descontos na hora de comprar algum produto ou serviço no local visitado, o que acaba favorecendo grandes estabelecimentos comerciais, muitas vezes, desconectados das realidades daquele lugar e pertencentes a estrangeiros ou pessoas que não moram ali.

Por isso, sempre que for jantar em um restaurante, comprar uma lembrancinha ou escolher um passeio, priorize comércios locais, gerenciados por pessoas nascidas ali. Essa prática ajuda a fomentar um desenvolvimento econômico mais equilibrado e duradouro.

Respeito ao meio ambiente
O respeito à natureza está presente em pequenos atos, como recolher o seu lixo e não deixá-lo em quaisquer outros lugares impróprios, não levar conchas, pedras nem qualquer tipo de “lembrancinha” que faça parte daquele ecossistema, sempre usar garrafas reutilizáveis e não esquecer o ar-condicionado do quarto onde você está hospedado ligado.

No que se refere às decisões maiores, antes de escolher o local de hospedagem, verifique se ele adota práticas como coleta reciclável, não desperdício de alimentos, emissão de esgotos em locais apropriados e habitação em uma área legalmente permitida, que não retire comunidades tradicionais, como quilombos, indígenas e ribeirinhos, dali.

Transporte e passeios
Outra dica fundamental concerne os meios de transporte menos poluentes para chegar ao lugar e se deslocar nele. Se existir a possibilidade, não vá de avião até o destino escolhido, já que, apesar de rápido, esse é o meio que mais emite dióxido de carbono, um dos gases intensificadores do efeito estufa. No local, use transporte público, além de caminhar e andar de bicicleta.

Outra preocupação importante é não realizar planos que desrespeitam o meio ambiente e/ou as comunidades anfitriãs. Antes de escolher um passeio, verifique se há alguma prática ambientalmente condenável, como visitar animais aprisionados ou alimentá-los de forma inadequada, e se as comunidades anfitriãs são respeitadas ou incluídas durante os trajetos que passam pelos seus territórios.

Confira 4 dicas práticas do turismo responsável

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

Previous articleCuidado com as doenças de inverno em cães
Next articleDicionário gamer: Conheça gírias mais comuns para celebrar o Dia do Gamer