Home CORPORATE Escassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas...

Escassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas para R&S



Segundo dados do último Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), diferentes setores relatam dificuldades para encontrar mão de obra qualificada após os reflexos deixados pela pandemia. Quase 90% das empresas pesquisadas vêm gargalos no recrutamento causados pela extensão dos processos seletivos em função da escassez de mão de obra. 

Na recente pesquisa da ManpowerGroup, 81% dos empregadores disseram enfrentar dificuldade para encontrar trabalhadores com a qualificação necessária. A pesquisa levanta que os principais setores com falta de mão de obra qualificada estão no mercado financeiro, tecnologia e indústria, seguidos por educação, saúde e governo.

A SEGS afirma que essa situação pode ser revertida com o auxílio da tecnologia. As plataformas de recrutamento e seleção agem de forma rápida e precisa sobre a escolha de perfis potencialmente interessantes para as empresas apoiando-se em sistemas de ponta mais efetivos, como inteligência artificial e outras ferramentas inovadoras.

Estratégias de recrutamento para buscar profissionais qualificados



Em meio a um cenário de escassez de talentos, encontrar profissionais adequados tem causado impactos tanto no processo seletivo quanto na jornada desses profissionais dentro das organizações. Por isso, a tecnologia e o olhar estratégico estão sendo cruciais para não deixar as organizações paradas por falta de pessoal.

Para Thiarlei Macedo, diretor da Skeel – Recrutamento Inteligente, a solução para auxiliar os setores de recursos humanos na busca por talentos está no desenvolvimento de estratégias de headhunting e alinhamento de fit cultural. “Profissionais têm buscado cada vez mais encontrar um local de trabalho alinhado aos seus valores, para que possam se desenvolver e crescer”, afirma o diretor. 

Desde 2018 a plataforma desenvolvida pela equipe de Macedo tem trabalhado na criação de novas formas para melhorar a performance dos profissionais da área, a captar e desenvolver processos seletivos mais eficientes. Segundo ele, os diferenciais estão na aplicação da inteligência artificial durante o processo seletivo, que além de reduzir o tempo, facilita na identificação do profissional ideal de acordo com a vaga e perfil da empresa. Além de uma funcionalidade exclusiva de headhunting que auxilia na busca dos profissionais e inserção nos processos seletivos abertos. 

Escassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas para R&SEscassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas para R&SEscassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas para R&SEscassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas para R&SEscassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas para R&SEscassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas para R&SEscassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas para R&SEscassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas para R&SEscassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas para R&SEscassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas para R&SEscassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas para R&SEscassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas para R&SEscassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas para R&SEscassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas para R&SEscassez de mão de obra abre espaço para a evolução de ferramentas para R&S

Previous articleHealth Analytics atua na melhoria da saúde de colaboradores
Next articleDeep web: especialista conta como proteger dados pessoais e de empresas
Diretor de Conteúdo do Portal Vida Moderna