Home CORPORATE Transformação Digital Manchar reputações será foco de ciberataques em 2016, prevê estudo

Manchar reputações será foco de ciberataques em 2016, prevê estudo

 

… comprometidos. Na verdade, a saúde e a informação pessoal identificável (PII), foram o segundo tipo mais roubado de dados de todas as categorias de violações de dados. Essas instâncias reforçaram os motivos pelos quais o setor de saúde continua sendo um alvo atraente para os cibercriminosos.

O estudo Trend Micro aponta também que os criminosos continuam de olho nos usuários de dispositivos móveis. A descoberta de vulnerabilidades no sistema Android destacou a necessidade de um conjunto mais integrado de estratégias de segurança, enquanto que as versões modificadas de ferramentas de criação de aplicativos desmascararam a noção de que a abordagem de segurança IoS poderia poupar a plataforma de ataques.

“Os analistas da Trend Micro observaram que o ciberespaço se tornou mais punitivo e que os ataques não são mais isolados”, disse Tom Kellermann, Diretor de Segurança Cibernética da Trend Micro. “Para mitigar as futuras violações e reduzir os riscos, as empresas devem se concentrar em suprimir a intrusão e abordar o advento das infecções secundárias. A integração de sistemas de detecção de violações com sistemas de prevenção de intrusão é fundamental para diminuir o tempo que os hackers conseguem atuar em suas redes.”

A seguir, destaques do relatório:

– Os dumps de violação de dados foram usados ​​para abastecer mais ataques e extorsões. Os ataques bem-sucedidos contra The Hacking Team e Ashley Madison afetaram imensamente as indústrias de segurança e de computação;
– A descoberta de pontos fracos em plataformas móveis enfatizou os problemas existentes em ambos os ecossistemas. Em resposta à recente onda de descobertas de vulnerabilidades no sistema Android, a Google finalmente anunciou atualizações de segurança regulares para a plataforma;
– Os cibercriminosos usaram a “abordagem shotgun” em malwares PoS, afetando principalmente pequenas empresas. Ataques vistos em PoS no terceiro trimestre envolveram Malwares lançados por meio de técnicas “antigas” como spam e também ferramentas como macro malware, exploit kits e botnets;
– As personalidades políticas surgiram como alvos de campanhas de espionagem em andamento. A análise de dados recentes revelou que a Pawn Storm expandiu seus alvos – antigamente a maior parte dos alvos eram americanos e agora entidades russas também são alvos;
– O Angler Exploit Kit continua sendo uma ferramenta amplamente utilizada, com um aumento de 34% no número de acessos. Os criadores do Angler Exploit Kit atualizaram o seu arsenal neste último trimestre, o que resultou em ataques usando a sua criação para distribuir novos malwares;
– Uma nova pesquisa levanta questões com relação à segurança dos dispositivos prontos para a Internet. Agora os criminosos estão modificando as informações do tanque alvo, o que poderá ter consequências desastrosas para o público em geral.

 

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

1
2
Previous articleGato robô começa a ser vendido para quem é “forever alone”
Next articleMega Sistemas começa expansão no Norte com canal em Belém (PA)