…aplicações e ferramentas futuras e um grande passo da Microsoft na gestão do CEO Satya Nadella.

O Bash tem sido preferido pelos desenvolvedores Linux. Enquanto isso, quem cria para o mundo Windows usa o Microsoft Power Shell. Com a parceria que permite a integração, a futura atualização de aniversário do Win 10 deve trazer novos recursos nativos. Será uma verdadeira fase inesperada para os desenvolvedores, mas uma mão na roda que deixa tudo mais simples e leve.

É uma barreira histórica que cai. A Microsoft, em épocas passadas, chegou a dizer que o Linux é um “câncer” que corrói a propriedade intelectual e os negócios no mundo da TI. Era um outro CEO e uma outra visão. Satya Nadella provavelmente ganhou lugar na história com a decisão.
Um mundo novo
Há tantas coisas novas e boas que fica difícil enumerar tudo. Mas eis algumas: programadores terão acesso mais rápido a linhas de comando do Linux quando criarem para Windows. O sistema da Microsoft é – sem sombra de dúvida – mais famoso do que o concorrente livre e isso é um mercado novo para desenvolvedores e empresas que trabalhavam com Linux.

O anúncio é uma reviravolta no pensamento da Microsoft. Está claro, agora, que a empresa respeita o Linux e sua comunidade. Permitir o cruzamento de ferramentas entre os dois mundos sem emulação ou virtualização é algo inacreditável e, de certa forma, imprevisível.

Provavelmente, os usuários finais terão disponibilizadas as melhores ferramentas de cada sistema no futuro.

 

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br