Após a Apple permitir que desenvolvedores de aplicativos para iOS criem bloqueadores de propaganda on line, a discussão sobre esta atividade e suas preocupações ressurgiu. Esta prática já faz parte da experiência do internauta e ele demanda por isso – seja para evitar a exibição de anúncios, por proteção contra rastreamentos indesejados, para melhorar o desempenho da navegação ou para reduzir o consumo de dados. Independente dos motivos, a Mozilla acredita que a indústria como um todo precisa prestar atenção nesta questão.

De acordo com Denelle Dixon-Thayer, Chief Legal and Business Officer (responsável por toda a área jurídica e de negócios) da Mozilla, a proposta de “princípios para o bloqueio de conteúdo” tem como objetivo guiar os esforços do mercado e informar os usuários sobre os benefícios dessa prática e seus riscos, estabelecendo como e por que um conteúdo deve ser bloqueado, tendo em vista o respeito e as…[MAIS]