Home Cultura Porto Alegre sedia curso de lente de contato dental com caso clínico...

Porto Alegre sedia curso de lente de contato dental com caso clínico ao vivo



O Brasil tem o maior número de dentistas no mundo, concentrando cerca de 19% dos profissionais, de acordo com uma publicação do CFO (Conselho Federal de Odontologia). Paralelamente, o país ocupa a quarta posição na lista das nações com os maiores mercados da chamada Odontologia Estética – segmento que atua na área de cosmética e restauração dental -, conforme publicado pelo portal Segs.

Neste cenário, Porto Alegre sediará a segunda edição de um curso de lentes de contato dental com caso clínico ao vivo no Brasil, voltado a profissionais de odontologia. A formação “Lentes de Contato Dental – Ciência e Prática” ocorrerá na Chair Side Porto Alegre, entre os dias 23 e 25 de junho, com a participação do Dr. Diego Dalla Bona, dentista, ex-professor de Odontologia nos Estados Unidos e diretor científico da Chair Side.

De acordo com o Dr. Marcelo Borille, dentista responsável pelo evento e pela clínica Dr. Marcelo Borille Odontologia Estética, a ideia da atividade surgiu de uma necessidade do mercado. “O curso foi idealizado a partir da grande procura por colegas da profissão em busca de ajuda para os seus casos. Muitos dentistas me procuravam para pedir auxílio e tirar dúvidas, com diversos questionamentos em relação a como executar a técnica para conseguir bons resultados”.

Segundo o especialista, o curso de lentes de contato dentais tem, como público-alvo, dentistas que já trabalham há algum tempo e querem ter mais segurança para realizar a técnica. “A formação deve discorrer sobre o conceito de preparos, o passo a passo da preparação de reduções, acabamento, SDI e moldagem”.

Além disso, prossegue, os participantes aprenderão sobre tomada de cor, provisórios para laminados, cimentação, prova das lentes de contato, tratamento, isolamento para cimentação das lentes dentárias, ajustes de oclusal e resolução de casos. A primeira edição do evento aconteceu entre os dias 31 de março e 2 de abril, também na Chair Side.

Perspectivas pós-pandemia

O número de consultas odontológicas caiu de forma significativa ao longo da pandemia de Covid-19 no país, conforme dados de uma pesquisa realizada pela UFPel (Universidade Federal de Pelotas). Segundo o estudo, o índice de redução foi de 80% no sistema público, ao passo que no setor privado a queda foi de 30%.

De forma síncrona, a “Pesquisa Nacional de Saúde”, realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2019 e divulgada em 2020, demonstra que, em média, apenas metade dos cidadãos (49,4%) fez uma visita ao dentista em um período de 12 meses. 

Na visão do Dr. Borille, passada a fase mais crítica da pandemia de Covid-19, muitos brasileiros têm retomado os cuidados da saúde odontológica, o que impacta no crescimento da busca por procedimentos como as lentes de contato dental, variante técnica mais delicada do que as facetas de porcelana.

“A curto e médio prazo, o mercado de lentes de contato dental seguirá em uma crescente, uma vez que o segmento de odontologia estética vem expandindo cerca de 300% ao ano nos últimos cinco anos”, conclui, citando dados da SBOE (Sociedade Brasileira de Odontologia e Estética).

Para mais informações, basta acessar: https://www.lentedecontatodental.poa.br/

Porto Alegre sedia curso de lente de contato dental com caso clínico ao vivoPorto Alegre sedia curso de lente de contato dental com caso clínico ao vivoPorto Alegre sedia curso de lente de contato dental com caso clínico ao vivoPorto Alegre sedia curso de lente de contato dental com caso clínico ao vivoPorto Alegre sedia curso de lente de contato dental com caso clínico ao vivoPorto Alegre sedia curso de lente de contato dental com caso clínico ao vivoPorto Alegre sedia curso de lente de contato dental com caso clínico ao vivoPorto Alegre sedia curso de lente de contato dental com caso clínico ao vivoPorto Alegre sedia curso de lente de contato dental com caso clínico ao vivo

Previous articleEspecialista comenta três técnicas para desentupimento de vasos sanitários
Next articleCatarata atinge 120 mil brasileiros ao ano, mas cirurgia pode resolver problema