São Paulo – SP 27/1/2021 – “A ideia do Dodói é promover a humanização deste momento tão delicado na vida da criança”, afirma a presidente da Abrale, Merula SteagallAção desenvolvida pela Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia beneficia pacientes em dezenas centros de tratamento

O câncer infantil representa 3% do total dos tumores malignos no Brasil, o que equivale a 12 mil novos casos por ano, segundo dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer). Os tipos de câncer mais frequentes nessa faixa etária são as leucemias, os linfomas e o tumor cerebral.

O bem-estar das crianças com câncer é um desafio para familiares e equipes de saúde. Para promover um cuidado diferente e especial para estes pacientes, a Abrale – Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia e o Instituto Mauricio de Sousa desenvolvem, desde 2009, o Projeto Dodói. A iniciativa aborda, de forma lúdica, os conceitos sobre a doença e o tratamento, ajudando a criança a expressar suas necessidades e enfrentar as dificuldades do período.

Um kit criado especialmente para a ação é distribuído para as crianças hospitalizadas e inclui bonecos da Turma da Mônica, gibis, revista de atividades, jogos que auxiliam a expressar sensações e sentimentos, além de escala de dor e cartazes.

“A ideia do Dodói é promover a humanização deste momento tão delicado na vida da criança, prepará-la emocionalmente para o tratamento, integrá-la com a equipe de enfermagem, o corpo médico e, principalmente, com o ambiente hospitalar. Acreditamos que, além de amenizar sofrimento e insegurança, é possível uma recuperação mais rápida e confortável”, afirma Merula Steagall, presidente da Abrale.

De 2009 a 2020, o projeto foi implementado em 44 centros de tratamento de todo o Brasil e beneficiou mais de 8 mil pacientes com o Kit Dodói. “É um desafio para os pais passarem para os filhos o que está acontecendo. E é importante que as crianças saibam a verdade para compreender melhor o procedimento e as etapas do tratamento. O kit ajuda a tirar o medo do desconhecido. A brincadeira ajuda nesse sentido”, afirma Merula.

Para a implantação e desenvolvimento do projeto, a Abrale e o Instituto Maurício de Sousa contam também com um importante parceiro institucional, a Associação Viva e Deixe Viver. A partir desta parceria, o Kit Dodói passou a ter o jogo Eu Conto.

“Esta parceria da Viva e Deixe Viver com a Abrale e Instituto Mauricio de Sousa na produção de uma edição especial do Jogo Eu Conto para o Projeto Dodói auxiliará crianças, famílias e profissionais da saúde e educação a construir histórias que desmistifiquem a palavra câncer e como lidar com a doença”, diz Valdir Cimino, fundador da Viva e Deixe Viver, um dos parceiros do projeto.

Existe um jeito melhor

Durante o mês de dezembro do ano passado, foi realizada a campanha #existeumjeitomelhor, que teve como objetivo a arrecadação de doações para o Projeto Dodói. A iniciativa contou com o apoio de quase 20 artistas, como Rodrigo Faro, Sophia Abrahão, Evaristo Costa e Gabigol, e nove empresas embaixadoras.

Ao todo, foram 660 contribuições, garantindo que 440 crianças tratadas em dez hospitais de todo o Brasil possam agora receber o Kit Dodói.

Essa campanha faz parte de um plano de ação da Abrale para beneficiar três mil pacientes que estão internados nos centros especializados de tratamento do câncer infantil.

Projeto Dodói promove atendimento humanizado a crianças com câncer em hospitais de todo o país

Website: https://www.abrale.org.br/projeto-dodoi/