Em postagem em seu blog na última segunda-feira (25), o CEO do Google e Alphabet, Sundar Pichai, informou que a empresa doará US$ 150 milhões a fim de promover a educação sobre vacinas e distribuição equitativa, tornando mais fácil encontrar informações relevantes localmente, incluindo quando e onde obter a vacina. “Também abriremos espaços do Google para servir como locais de vacinação, conforme necessário”, diz o executivo.

Desde o início da pandemia, o Google ajudou mais de 100 agências governamentais e organizações não governamentais globais a veicular anúncios essenciais de saúde no serviço público por meio de nosso programa Ad Grants Crisis Relief.

“Hoje, estamos anunciando um adicional de US$ 100 milhões em doações publicitárias para a Fundação CDC, a Organização Mundial da Saúde e organizações sem fins lucrativos em todo o mundo. Investiremos outros US$ 50 milhões em parceria com agências de saúde pública para alcançar comunidades carentes com conteúdo e informações relacionados a vacinas”, relatou o CEO.

No post ele afirmou que “nossos esforços se concentrarão fortemente no acesso equitativo às vacinas. Os primeiros dados nos Estados Unidos mostram que as populações desproporcionalmente afetadas, especialmente pessoas de cor e aquelas em comunidades rurais, não estão tendo acesso à vacina nas mesmas taxas que outros grupos. Para ajudar, o Google.org comprometeu US$ 5 milhões em doações a organizações que tratam das disparidades raciais e geográficas nas vacinações COVID-19, incluindo o Satcher Health Leadership Institute da Morehouse School of Medicine e a CDC Foundation”.

Informações oficiais e locais de vacinação locais na pesquisa e no Maps
Para ajudar a encontrar informações precisas e oportunas sobre vacinas, o Google vai expandir os painéis de informações na Pesquisa para mais de 40 países e dezenas de idiomas, com mais lançamento na próxima semana. Começará mostrando informações de distribuição estadual e regional na Pesquisa para que as pessoas possam descobrir facilmente quando são elegíveis para receber uma vacina. Em breve, lançará uma iniciativa “Get The Facts” no Google e no YouTube para divulgar informações confiáveis ao público sobre vacinas.

“As pesquisas por “vacinas perto de mim” aumentaram 5 vezes desde o início do ano e queremos ter certeza de que estamos fornecendo respostas relevantes localmente. Nas próximas semanas, os locais de vacinação COVID-19 estarão disponíveis na Pesquisa Google e no Maps, começando com Arizona, Louisiana, Mississippi e Texas, com mais estados e países por vir. Mais detalhes serão divulgados, como se um compromisso ou indicação é necessário, se o acesso é limitado a grupos específicos ou se há um drive-through. “Estamos trabalhando com parceiros como VaccineFinder.org, uma iniciativa do Hospital Infantil de Boston, e outras fontes confiáveis, como agências governamentais e farmácias de varejo, para reunir informações sobre o local de vacinação e disponibilizá-la”, diz o CEO, acrescentando que as informações se estenderão para locais de vacinação nos resultados da Pesquisa e do Maps.

Google Cloud
Pichai também publicou em seu post que o Google Cloud está ajudando organizações de saúde, farmácias de varejo, empresas de logística e instituições do setor público a usar tecnologias inovadoras para acelerar a entrega de vacinas.

“Por exemplo, as empresas de logística estão usando nossa IA para otimizar as operações de transporte por caminhão, adaptando-se ao tráfego ou às intempéries e detectar flutuações de temperatura durante o transporte. Assim que as vacinas chegam ao seu destino, nossas ferramentas ajudam a facilitar a pré-triagem, o agendamento e o acompanhamento. E nossa Plataforma Inteligente de Impacto de Vacinas está ajudando estados como Nova York e Carolina do Norte a gerenciar a distribuição e prever onde as vacinas, equipamentos de proteção individual e equipe hospitalar serão mais necessários”, explica.