Home Cultura Uniforme dos alunos é principal problema de escolas de futebol de times...

Uniforme dos alunos é principal problema de escolas de futebol de times europeus no Brasil

Futebol de mesa


São Paulo 24/3/2021 – A questão dos uniformes é fundamental para as escolas de futebol dos clubes europeus. Importação atrasa entrega e câmbio torna preço proibitivo.Importação lenta e câmbio desfavorável são empecilhos. Inter Academy Brazil, escola oficial da Inter de Milão, fechou parceria com a Arpels Confecções para produção local dos uniformes.

Segundo levantamento do aplicativo Iscolinhas, que mapeia campos de futebol no país, estima-se que existam cerca de 5 mil escolas de futebol no Brasil, com cerca de 400 mil alunos.

Esse universo contempla escolas de futebol sem marca, escolas com marcas próprias e campos com bandeiras de times brasileiros. Além dessas, existem 6 marcas de escolas de times europeus no país. Um dos maiores problemas desses licenciados é a questão da importação dos uniformes. A demora para entrega e o câmbio desfavorável atrapalham a vida dos empresários.

A It Sports, gestora da Inter Academy Brazil rede de escolas oficiais da Inter de Milão, resolveu essa questão. Com aprovação do clube italiano, a empresa fechou uma parceria com a Arpels Fabril Confecções, empresa especializada em Private Label no segmento esportivo há mais de 35 anos.

“Enviamos modelos dos uniformes para Milão para a Inter aferir a qualidade das roupas, que passam a ter o selo de produto oficial do clube”, explica Rodney Abbud, presidente da Arpels, que tem experiência como fabricante de roupas de várias grifes esportivas.

Para a Inter Academy Brazil, essa iniciativa vem ao encontro do objetivo da empresa, que é facilitar o dia a dia dos licenciados. “Sabemos que a questão do uniforme é crucial para o sucesso das escolas de futebol. Trata-se de algo essencial para os alunos, além de ser uma receita importante para o proprietário”, afirma Marcelo Bernardo, CEO da It Sports, empresa gestora da marca no Brasil. Ele acrescenta que com agilidade na entrega, o licenciado não precisa investir em grandes volumes de estoque, já que a reposição fica mais rápida.

Bernardo explica que, como gestor da marca, ele deve se preocupar em dar suporte aos licenciados em todos os aspectos que englobam o negócio e não apenas cobrar um valor pelo uso da marca. Isso envolve uniformes, formação dos professores, coach administrativo, consultoria em marketing e redes sociais.
Uniforme dos alunos é principal problema de escolas de futebol de times europeus no Brasil

Website: http://www.interacademybrazil.com.br



Previous articleISH identifica vazamento de mais de 900 mil senhas
Next articleRedes sociais: ao utilizá-las, empresas devem dar atenção ao registro da marca