Home NOTÍCIAS Dia dos Pais 2021: casais homoafetivos têm filhos biológicos

Dia dos Pais 2021: casais homoafetivos têm filhos biológicos

6/8/2021 – Os avanços da medicina possibilitam a realização de sonhos de muito casais.

Com o Dia dos Pais se aproximando, algumas técnicas de reprodução assistida podem ajudar casais homoafetivos a engravidarem. Os avanços da medicina possibilitam a realização de sonhos que, antes, eram considerados impossíveis. Hoje, por exemplo, um casal homoafetivo pode ter um filho biológico graças a inovações tecnológicas que permitem procedimentos cada vez mais eficazes e seguros.

Segundo o especialista em Reprodução Humana e diretor-médico da Clínica Mãe de Reprodução, em São Paulo, Dr. Alfonso Massaguer, o número de casais homossexuais em busca da concepção de filhos biológicos tem sido cada vez maior. “Sejam homens ou mulheres, a medicina contemporânea tem se modernizado e oferecido procedimentos que realizam esse desejo.”

Ele observa, ainda, que a medicina brasileira está evoluindo e garantindo a estrutura necessária para a popularização dos métodos por todo o país. “Os procedimentos disponíveis para induzir uma gestação estão mais rápidos, assertivos e menos desgastantes”, assegura Massaguer.

Como funciona a reprodução assistida em casais homoafetivos formados por duas pessoas com aparelho reprodutor feminino?
O especialista explica que, basicamente, existem duas formas de reprodução assistida para casais homoafetivos femininos, sendo a inseminação intrauterina e a fertilização in-vitro.

A Inseminação Intrauterina consiste em submeter uma das pacientes a indução da ovulação com medicações. Em seguida, é feita a inseminação com material de um doador através de um banco de sêmen.

Já na Fertilização In-vitro, uma das mulheres pode ter seu óvulo fecundado pelo espermatozoide doado e ela mesma continuar a gravidez, ou o óvulo fecundado pode ser colocado no útero da outra parceira, para que, assim, ocorra a gravidez, e as duas tenham participação no processo.

E no caso da reprodução assistida em casais homoafetivos formados por duas pessoas com aparelho reprodutor masculino?
De acordo com Massaguer, a única opção de reprodução assistida para casais homoafetivos masculino é Fertilização In-vitro. O casal precisa, obrigatoriamente, de uma doadora de óvulos e um útero de substituição.

Em casais homoafetivos formados por duas mulheres, uma transgênero e uma cisgênero, que contam tanto com o aparelho reprodutor masculino quanto com o feminino, podem engravidar sem a necessidade de técnicas de reprodução assistida. Em caso de problemas de infertilidade de alguma ou ambas as partes, os procedimentos mencionados ao longo do texto podem ser uma opção.

“A doadora de óvulos, conforme a nova resolução do CFM (Conselho Federal de Medicina), pode ser familiar ou anônima. O útero de substituição pode ser feito por parente de até quarto grau, ou em qualquer pessoa com aprovação do conselho regional de medicina. Em ambos os procedimentos, deve-se respeitar a norma de nunca ter caráter lucrativo ou comercial das doadoras de óvulos e daquelas que farão a gestação solidária (útero de substituição ou barriga solidária).”

Mais informações: www.ageimagem.com.brDia dos Pais 2021: casais homoafetivos têm filhos biológicos

Website: https://www.clinicamae.med.br/

Previous articleP&G coloca atletas que lideram com amor no centro do palco nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, ao comemorar seus esforços e inspirar ações positivas em outras pessoas
Next articleArtista brasileiro, que vive na Europa, é convidado a compor e produzir a trilha sonora de documentário internacional