Home CORPORATE Carreira Como escolher o melhor curso de inglês em um mundo globalizado

Como escolher o melhor curso de inglês em um mundo globalizado

Young Man Shouting In Megaphone In Front Of Green Chalkboard

São Paulo, SP 10/3/2021 – A imersão em inglês, ou inglês intensivo, pode ser um fator fundamental para adquirir confiança no uso do idioma e obter fluência de modo rápido.Na era do trabalho remoto, investir em um curso de inglês que permita avançar mais rápido na carreira é essencial

A importância da fluência em inglês no mercado profissional tende a se ampliar, graças à aceleração crescente do processo de globalização de mercados. Em até dez anos, ser fluente em inglês já não será mais um diferencial, e, sim, um dos requisitos básicos para o mercado – independentemente da carreira. A tendência foi destacada já em 2017 por uma pesquisa da empresa de recrutamento Page Personnnel e deve se acelerar ainda mais no mundo pós-pandemia, de modo que a previsão inicial de dez anos deve se tornar bem menor. Portanto, em um mundo de “novo normal” e crescentes incertezas, uma coisa é certa: saber inglês não é mais opção, e sim exigência imediata. Mas como adquirir fluência em inglês rápido, com qualidade e conciliando as demandas da vida profissional com as atribulações do dia a dia?

Hoje, segundo pesquisa da Catho, 60% das vagas já demandam que o candidato domine a língua, e ter proficiência em inglês pode aumentar o salário em até 70% . Há que se considerar também que no cenário pós-pandêmico o trabalho remoto veio para ficar. Isso gera uma ampliação do leque de oportunidades de trabalho no exterior desde o país de origem. De acordo com a empresa de consultoria americana Airinc, o aumento dos “nômades digitais”, profissionais que atuam em empresas estrangeiras a partir de outros países, já é uma realidade. As empresas tendem a trabalhar cada vez mais com times multiculturais, o que exige dos profissionais a proficiência em inglês para lidar com reuniões, negociações com clientes e fornecedores de diferentes partes do mundo. É preciso lembrar, ainda, que muitas startups e instituições internacionais passaram a atuar no Brasil com mais consistência – como a Uber e a Amazon, e nestas até mesmo a entrevista de emprego pode ser feita em inglês.

Nesse cenário, optar por um curso de inglês que permita avançar mais rapidamente na carreira é crucial. Para nortear a escolha, é preciso, em primeiro lugar, ter em mente que existem diversas maneiras de estudar um idioma. Há cursos extensos e de curta duração; cursos de abordagem cultural e outros voltados a um uso mais pragmático do idioma; e por fim, há os que focam em todas as habilidades linguísticas (escrita, leitura, conversação e compreensão oral) e outros voltados apenas a uma ou outra habilidade, como a conversação.

“Apesar de compreensível esse desejo de enfatizar alguns aspectos do idioma, muitas vezes isso é contraproducente. Quando o profissional precisa escrever um relatório, ou ler um texto da sua área, por exemplo, vê-se em maus lençóis”, diz Mariana M. Santana, tradutora e ex-analista de vendas da Basf que hoje alia as suas duas competências profissionais, gestão de negócios e inglês, trabalhando remotamente de Houston, EUA, para empresas brasileiras.

Principais critérios na hora da escolha

  1. Abordagem: convencional x imersão

Nem sempre os métodos tradicionais – cursos presenciais duas vezes por semana, por exemplo – são os mais eficazes, além de exigirem até dois anos do nível iniciante ao proficiente. Poucos profissionais podem esperar tanto tempo. O tempo de duração do curso irá impactar diretamente o engajamento. Saber de antemão que a proficiência só virá dali a alguns anos é desestimulante para alguns alunos.

A imersão em inglês, ou inglês intensivo, pode ser um fator fundamental para adquirir confiança no uso do idioma e obter fluência de modo rápido e extremamente eficiente.

No passado, esse método era impraticável para muitos, pois implicava em viajar para outro país, fazer um investimento financeiro considerável e se distanciar do trabalho durante meses. Graças ao ensino a distância, hoje nada disso é necessário. Já existem escolas que oferecem cursos imersivos online com atendimento 100% personalizado – aulas particulares síncronas e focadas na necessidade do aluno (como, por exemplo, inglês para exames de proficiência, negócios ou carreiras específicas, tal como Engenharia, Saúde ou TI). É o caso da EAC Personnalité, que existe há mais de 12 anos no mercado e é associada à Universidade de Cambridge. Com um programa inovador, a escola, uma das três maiores online do mundo, oferece imersão de inglês ao longo de 8 meses de aulas diárias interativas e particulares cinco vezes por semana, totalizando 15 horas de estudos semanais. Tal aspecto intensivo garante alta aprovação dos alunos em exames, como o TOEFL.

  1. Metodologia pedagógica: focada ou multicompetência

Nem todos aprendem do mesmo modo. Pode ser uma boa dica fazer uma aula experimental antes de se matricular, prestando atenção se a aula oferece uma variedade de estímulos: leitura, audiovisual, oportunidades de fala. A aula deve ser interessante, caso contrário é provável que dali a alguns meses o aluno acabe desistindo. Segundo Halison Rossi, da EAC Personnalité, “para formação em proficiência de um indivíduo, todas as abordagens pedagógicas devem ser tratadas com igual peso: a leitura, a escrita, a compreensão oral e a conversação”. Dessa forma, o aluno termina o curso com competências semelhantes em todos os aspectos linguísticos.

  1. Certificações

É interessante buscar conhecer mais sobre a escola e as garantias de aprendizagem e certificação oferecidas. Algumas empresas exigem certificados como IELTS ou TOEFL. Antes de fazer a matrícula, o aluno deve ter certeza de que a escola escolhida possui solidez no mercado e está capacitada a oferecer as certificações necessárias para suas necessidades. Há escolas que não oferecem garantias de aprendizagem, mas dispõem de cursos preparatórios específicos para esses exames, que podem ser feitos logo após o término do curso regular. É o caso das tradicionais do mercado, como a Wizard, a Cultura Inglesa e a Alumni – que hoje oferecem também esses cursos online. Na EAC Personnalité, o ensino é totalmente online e a proficiência em inglês (nível C1 ou C2 do Quadro Europeu) está garantida em contrato. “É a única instituição a oferecer isso no Brasil”, afirma Rossi, um dos responsáveis pela escola. A pedida é sempre procurar se informar antes de efetuar a matrícula, a fim de evitar problemas no futuro.

Para saber mais:

EAC Personnalité

www.eacprime.com

Como escolher o melhor curso de inglês em um mundo globalizado

Website: http://www.eacprime.com

Previous articleComo manter a organização da vida financeira e bancária em tempos digitais
Next articleCEO de grupo empresarial brasileiro fala sobre habilidades em alta no mercado de trabalho