Home CORPORATE Wevo contrata nova head de Gente & Gestão

Wevo contrata nova head de Gente & Gestão



24/5/2021 – Priscila Oliveira chega para desenvolver a área de Recursos Humanos da empresa especializada em integração de sistemas e dados

A Wevo, empresa especializada em integração de sistemas e dados, anuncia a contratação de Priscila Oliveira como nova head de Gente & Gestão. A profissional iniciou o trabalho em março de 2021 e chega para desenvolver a área de recursos humanos e fortalecer a experiência dos colaboradores.

Ela é formada em Pedagogia com habilitação em T&D para empresas. É pós-graduada em Gestão Estratégica de Pessoas e MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getulio Vargas. Tem experiência na gestão e implantação de processos na área de pessoas, alinhando a estratégia da empresa às necessidades de desenvolvimento das equipes.

Priscila iniciou a carreira em 2002. Antes de chegar à Wevo, era gerente de Gestão e Pessoas na Vogel Telecom entre 2020 e 2021. Exerceu o mesmo cargo na Omnilink entre 2015 e 2020. Tem passagens como gestora de DHO na Iron Mountain Brasil, business partner na LafargeHolcim e coordenadora de Recursos Humanos na Wurth do Brasil.

A principal missão da nova head é comandar o processo de renovação e desenvolvimento da área de recursos humanos da Wevo, agora chamada de Gente & Gestão. Além de melhorar a experiência dos colaboradores, a proposta quer fortalecer o respeito às individualidades de cada profissional e trabalhar a cultura de gestão como um todo no dia a dia.

“É um desafio grande, sem dúvida, mas que já teve um primeiro passo importante com o entendimento da empresa em ampliar e desenvolver o escopo de atuação dos recursos humanos. Dessa forma, será trabalhado para que os objetivos individuais de cada colaborador estejam alinhados com a estratégia de crescimento da empresa nos próximos meses”, afirma a nova head de Gente & Gestão.Wevo contrata nova head de Gente & Gestão

Previous articlePesquisa mostra o perfil de quem mais poupa no Brasil
Next articleCasos de estrabismo aumentam na pandemia