Home Tech Digital Inmarsat revela a rede de comunicações do futuro

Inmarsat revela a rede de comunicações do futuro

LONDRES 29/7/2021 – ORCHESTRA da Inmarsat permitirá novos serviços inovadores em novos lugares para clientes de mobilidade global marítima, aviação, governo e empresasA primeira rede de seu tipo se integrará perfeitamente a GEO, LEO e 5G terrestre em uma solução harmoniosa

Hoje, a Inmarsat revelou os planos para a ORCHESTRA, a rede de comunicações do futuro. Na maior transformação de seus atuais serviços de classe mundial, a ORCHESTRA da Inmarsat reunirá satélites geossíncronos (GEO) existentes com satélites de órbita terrestre baixa (LEO) e 5G terrestres em uma solução integrada de alto desempenho.

Seja para um navio em um porto lotado, uma aeronave se preparando para pousar em LAX ou uma força de defesa implantada em um local remoto, a ORCHESTRA foi projetada para atender às necessidades de conectividade em evolução no mercado de mobilidade com um serviço inigualável por qualquer oferta concorrente, planejada ou existente.

“Uma orquestra reúne diferentes instrumentos, cada um apoiando o outro e desempenhando seu papel na obra-prima. Estamos construindo a ORCHESTRA no mesmo conceito,” disse o CEO da Inmarsat, Rajeev Suri. “Ao combinar as qualidades distintas de GEO, LEO e 5G em uma única rede, entregaremos um serviço que é muito maior do que a soma de suas partes. Nossos clientes se beneficiarão de serviços de alto rendimento significativamente expandidos em todo o mundo. Este é o futuro da conectividade e a Inmarsat está perfeitamente posicionada para trazê-lo ao mundo com sua experiência comprovada em tecnologia, base certa de clientes e parceiros e solidez financeira”.

A ORCHESTRA abrirá uma série de possibilidades novas e anteriormente inatingíveis para indústrias em todo o mundo. Novos serviços incluem navegação próximaàcosta para embarcações autônomas, serviços de segurança de emergência de última geração para tripulações marítimas, redes privadas táticas e seguras para governos e conexões diretas com a nuvem para companhias aéreas. Novos segmentos definidos para se beneficiar da ORCHESTRA incluem sondas de energia e plataformas de perfuração, aeronaves executivas de médio porte, embarcações costeiras, navios de passageiros inteligentes e mobilidade aérea urbana.

A ORCHESTRA é única porque reúne os benefícios de várias tecnologias para criar uma solução coesa. LEO, GEO e redes terrestres nunca foram antes combinadas em escala para criar um serviço de conectividade unificado para clientes de mobilidade. O resultado é uma “rede de malha dinâmica” que fornecerá conectividade de alto desempenho em todos os lugares. Reunindo a menor latência média e as velocidades médias mais rápidas com resiliência exclusiva, a ORCHESTRA eliminará o desafio de toda a indústria de “pontos quentes” de rede congestionada.

Os satélites GEO existentes da Inmarsat – ambos GX e L-band – continuarão a fornecer cobertura global, alto desempenho, segurança e resiliência. O 5G terrestre adiciona capacidade ultra-alta em “pontos quentes” movimentados, como portos, aeroportos e canais marítimos. Uma pequena constelação de satélites LEO proporcionará uma camada adicional de alta capacidade sobre outras áreas de alta demanda, como corredores de voo oceânicos. Como resultado, a rede oferecerá a mais alta capacidade para usuários de mobilidade em todo o mundo e em “pontos de acesso”.

A rede se beneficiará da tecnologia de “malha dinâmica”, que permite que terminais individuais de clientes direcionem o tráfego de e para outros terminais de clientes. Isso significa que um navio ao alcance de uma estação terrestre 5G pode receber ampla capacidade para suas próprias necessidades, bem como capacidade de rota para outras embarcações além do alcance terrestre. Isso cria efetivamente uma rede móvel de terminais que estendem o alcance da rede e melhoram seu desempenho e resiliência.

“A ORCHESTRA garante que a Inmarsat está bem-posicionada para oferecer crescimento lucrativo de longo prazo, oferecendo novos serviços aos clientes existentes, visando segmentos de mercado quase adjacentes e mantendo uma forte posição competitiva”, disse Suri. “Temos um histórico de adoção da tecnologia certa no momento certo. Planejamos nos concentrar inicialmente na entrega da rede terrestre ORCHESTRA, enquanto nos preparamos para uma futura constelação LEO na faixa de 150-175 satélites. Esta é uma abordagem altamente econômica que aproveita as redes de satélite GEO líderes da Inmarsat como parte da arquitetura multicamadas exclusiva da ORCHESTRA”.

A nova abordagem significa que a Inmarsat pode facilmente aumentar a capacidade em áreas de alta densidade, como portos e aeroportos, garantindo que as necessidades dos clientes continuem a ser atendidas no futuro com capacidade dimensionada diretamente para atender às suas demandas. O investimento total inicial de cinco anos (2021-2026) para ORCHESTRA deve ser da ordem de US$ 100 milhões.

Comunicações corporativas

Tel: +44 (0)20 7728 1518/1355

press@inmarsat.com

Fonte: BUSINESS WIREInmarsat revela a rede de comunicações do futuro

Previous articleCrise energética: como soluções sustentáveis podem contribuir para solucionar o problema
Next articleNokia 1.4 chega ao Brasil