Home Cultura Pesquisa aponta que 60% dos consumidores pretendem comprar na Black Friday

Pesquisa aponta que 60% dos consumidores pretendem comprar na Black Friday



São Paulo 23/11/2021 – Redes sociais e e-mail marketing são usados como ferramentas de divulgação

De acordo com a pesquisa “A jornada do consumidor na Black Friday”, realizada entre os dias 13 e 18 de outubro deste ano pela All iN | Social Miner – organização que faz a união de dados de consumo, humanização e tecnologia para auxiliar empresas a aumentarem suas conversões -, em conjunto com a Opinion Box, 60% das pessoas alegam que vão às compras durante a Black Friday, enquanto 24% ainda estão com dúvidas. A pesquisa contou com a participação de 1018 brasileiros de todas as regiões e classes sociais.

Segundo o head de produto da All iN | Social Miner, Ricardo Rodrigues, a pesquisa tem como objetivo compreender o que se espera para a data e se a percepção das pessoas com o evento está de acordo com o que o mercado varejista constrói.

Segundo o head, “os dados da pesquisa apontam para algo que já observamos há algum tempo através dos nossos relatórios pós-evento: que a Black Friday abre oportunidades não só durante, mas também antes e depois do evento, para cobrir diversas etapas da jornada de compra, desde a conversão de visitantes em consumidores cadastrados até a retenção de quem já comprou ou o incentivo para quem ainda não comprou, mas já deu a dica sobre o que procura. Daí a necessidade de mapear e entender o comportamento de quem chega às lojas. Só assim os times de marketing e vendas vão poder oferecer uma comunicação mais personalizada, que coloque as marcas em destaque, especialmente em períodos de grande concorrência”.

Itens de necessidade saem na frente

Ainda segundo a pesquisa, os consumidores possuem mais interesse em itens de necessidade do que de desejo, com foco na melhor promoção. Outro ponto relevante é que, para 26% dos participantes, a pretensão é adiantar as compras natalinas. Além disso, 22% estão dispostos a comprar itens fora do planejamento, mas encontrar ofertas seria algo bom.

Neste ano, os itens de supermercado avançaram 10 pontos percentuais (p.p.) no interesse de compra das pessoas em comparação à análise do ano passado. Além disso, o setor de viagens e turismo também cresceu no interesse dos consumidores a partir do desenvolvimento da vacinação, apresentando um crescimento de 7 p.p. Ainda sobre esse setor, 31% do público A e B demonstram interesse, contra 18% das classes C, D e E. Em relação aos itens de casa e decoração, o maior interesse é entre mulheres (36%), contra 22% de homens.

Segundo Rodrigues, destacar-se frente a uma variedade de lojas, ofertas e produtos é um dos desafios dos lojistas na data. “A disputa por atenção na Black Friday é imensa e as redes sociais se tornaram uma importante ferramenta de exposição e uma máquina de vendas para as lojas. É inclusive o que mostra a nossa pesquisa sobre as tendências do Social Commerce”.

Anúncios

Em relação às estratégias de exposição, os anúncios parecem estar dando resultado, uma vez que, segundo a pesquisa, 48% dos entrevistados alegaram interagir com campanhas em redes sociais e 26% apontaram usar o WhatsApp. Além disso, 47% das pessoas disseram usar o e-mail marketing, interagindo com promoções que chegam até elas por meio desse canal. Assim, ressalta-se a importância das estratégias de Inbound Marketing nesse processo.Pesquisa aponta que 60% dos consumidores pretendem comprar na Black Friday

Website: https://www.consultoriadigital.com.br/

Previous articleA transformação digital dentro do setor condominial
Next articleEmerson Fittipaldi é o novo embaixador da Magnum Tires