O mês de julho chegou e com ele um dos períodos mais esperados pelas crianças: as férias! [read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

Muitas famílias aproveitam esse recesso, que costuma ter duração média de 30 dias, para programar viagens e passeios com as crianças. Mas, alguns detalhes precisam de atenção para que tudo saia de forma divertida e segura, e as férias sejam aproveitadas tanto pelos pequenos quanto os adultos.

O Personal Travel Flávio Varela, da Flyworld Viagens Praia Grande, reuniu 5 dicas indispensáveis para os pais que pretendem fazer as malas no mês de julho e aproveitar a folga escolar.

Confira:

Escolhendo o destino
Se a viagem é exclusivamente pensada para os pequenos, leve em conta o que eles gostam. Praia, montanha, aventuras radicais, animais. Independente do gosto de cada família e da idade das crianças, as opções são inúmeras.

Existem viagens com foco em pura diversão como Disney, parques nacionais como Beto Carrero World e Beach Park ou então, hotéis fazenda sensacionais localizados em cidades próximas no interior do estado de SP, por exemplo.

Escolhendo o hotel
Viajar com crianças gera sempre uma grande expectativa, pois nem sempre os pequenos ficam satisfeitos com a oferta de atrações e opções de lazer que o hotel ou resort tem a oferecer. O restaurante pode não ter aquele prato que só o seu filho gosta, os canais de TV que ele adora ou o pior: não oferecer estrutura para que ele se divirta com segurança e prazer.

Visando esse cenário, nos últimos tempos alguns empreendimentos hoteleiros têm investido na adaptação dos seus serviços para esse público que é bem exigente, incrementando sua estrutura e recreação para que a criançada saia satisfeita do hotel.

Organize os documentos exigidos para o embarque
Mesmo acompanhadas dos pais e/ou responsáveis, as crianças também precisam de documentos para viajar. Por isso, organize tudo de acordo com o destino escolhido.

Para viagens nacionais é preciso que a criança esteja com a Certidão de Nascimento ou RG. Para as viagens internacionais, em que há a exigência de passaporte, este será o único documento aceito. Na dúvida, consulte seu agente de viagens sobre as regras e leis de documentação no seu destino.

Seguro viagem
Trata-se de um serviço essencial para garantir que a sua viagem seja tranquila e custa bem menos do que muitos acreditam. Em caso de viagens internacionais, a maioria dos países também exige a contratação de um seguro. Se para quem viaja apenas em grupo de adultos o seguro é essencial, é incontestável a importância dessa documentação ao viajar com os nossos filhos.

Como em qualquer local, imprevistos podem acontecer, mas você estará respaldado e protegido quando tiver o seguro viagem. O serviço pode incluir a cobertura de diversas situações, como bagagem extraviada, cancelamento de voo e principalmente, problemas de saúde.

Fazendo as Malas
A primeira coisa a se fazer antes de organizar a mala da criança é analisar o clima atual do seu destino e separar roupas de acordo com as previsões: se for viajar para um lugar de clima quente, a melhor pedida é aumentar a quantidade de saias ou vestidos, bermudas e camisetas de algodão.

Para clima frio separe as calças, meia-calça, meias de lã e camisetas de manga longa para serem usadas debaixo das blusas. Para não errar no cálculo da quantidade de roupas, separe duas trocas por dia, independentemente do clima e da faixa etária da criança. Verifique também a necessidade, de acordo com o destino, de acrescentar repelentes, filtros solares e produtos do gênero.

Além disso, é importante salientar que todo cuidado é pouco na hora de planejar uma viagem, principalmente quando existem crianças entre os passageiros: “É sempre importante pesquisar muito sobre o destino e sua estrutura de hospedagem, considerando principalmente a idade das crianças”, explica Flávio.

 

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA
5 Dicas na hora de viajar com crianças nas férias

Veja também
Viagens internacionais para a terceira idade crescem 7% no Brasil este ano
Conheça os 10 destinos nacionais e internacionais mais procurados pelos brasileiros para viagens no final do ano
Brasil tem perto de 340 mil sites dedicados ao turismo