Home Cultura POP Abracorp divulga pesquisa sobre volume de vendas no primeiro trimestre de 2021

Abracorp divulga pesquisa sobre volume de vendas no primeiro trimestre de 2021

Quedas dos números são muito significativas

A Abracorp – Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas – divulgou sua pesquisa referente ao 1º trimestre de 2021, que contempla o total das vendas e transações realizadas pelas associadas Abracorp. Os indicadores analisados incluem bilhetes e volume de vendas.

A pesquisa apresenta informações acerca do segmento aéreo nacional e internacional; diárias e volume de vendas do segmento hotelaria nacional e internacional; diárias e volume de vendas da locação nacional e internacional; quantidade e volume de vendas de transfer nacional; outros serviços e meios de pagamento.

Na comparação com o mesmo período de 2020, as vendas totais realizadas pelas TMCs associadas, no 1º trimestre de 2021, registaram recuo de 68,2%. Ou seja: de R$ 2.068.886.410 para R$ 657.890.076. Queda reflete os efeitos da pandemia Covid-19, especialmente a partir das 2ª onda, iniciada em janeiro.

A redução das vendas do aéreo nacional alcançou 66,8% (de R$ 820.598.986 para R$ 272.65.472). No internacional, chegou a 90,% (de R$ 499.204.877 para R$ 47.698.453).

A hotelaria nacional caiu 41,2% (de R$ 448.285.169 para R$ 263.416.360). Já a internacional recuou 87,2% (de R$ 92.190.406 para R$ 11.828.085).

Visto de forma isolada, o segmento de locação nacional foi o que registrou o melhor resultado comparativo: retração de meros 2% (de R$ 33.540.957 para R$ 32.882.948). Mas o internacional despencou 79,4% (de R$ 4.017.642 para R$ 828.788).

A tarifa média no aéreo nacional oscilou de R$ 695 (2020) para R$ 631 (2021). Duas marcas hoteleiras apresentaram crescimento nas vendas, na comparação do 1º trimestre de 2020 e 2021: Nobile cresceu 4% (de R$ 6.626.984 para R$ 6.888.888); e Windsor saltou 196,5% (de R$ 8.303.369 para R$ 24.622.526).

Enquanto as concorrentes tiveram vendas reduzidas, as da Movida cresceram 36,1% (de R$ 5.401.896 para R$ 7.353.613). O segmento de locação nacional, como um todo, sofreu redução de 2%, no comparativo.

Como ocorre no segmento de locação, expectativa é que avanço da vacinação no país contribua para a retomada gradativa das viagens.

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

Quais os cuidados com os cães no verão?
Previous articleJovens estão interessados em desenvolver habilidades de liderança e assumir papéis estratégicos nas empresas
Next articleCarlos Calado e Ruriá Duprat são os curadores do eFestival