*Via Portal Voit

Por trás de um pagamento com cartão, seja no e-commerce ou numa loja física, existe um complexo processo liderado por players como a Visa, emissores, credenciadores e estabelecimentos comerciais, trabalhando para oferecer ao consumidor uma experiência segura, rápida e conveniente. Em milisegundos, milhares de dados e informações são…[read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

…processados para responder à seguinte pergunta: é você mesmo que está fazendo essa operação? Se a resposta for talvez e para evitar fraudes, o banco pode não aprovar a transação e o Brasil é o país onde isso mais acontece no e-commerce, segundo análise da Visa Perfomance Solutions.

A consultoria da Visa avaliou os dados da Argentina, Brasil, Peru, México, Colômbia, Chile, Costa Rica e República Dominicana entre abril de 2016 a março de 2017 e descobriu uma diferença significativa entre as aprovações de emissores brasileiros no e-commerce e nas lojas físicas. Segundo o estudo, em média, 3 de 100 transações com o “cartão presente” são negadas, mas cerca de 2 em 10 operações com “cartão não presente” (online) são negadas.

“Temos o menor índice de aprovações nas compras com cartão não presente entre esses países, mas, por outro lado, somos os que mais aprovamos as compras em lojas físicas. Isso acontece graças à rápida implementação do chip nos cartões, que reduziu as fraudes nas transações presenciais em níveis muito baixos e fez com que o fraudador migrasse para o ambiente online”, conta Rodrigo Santoro, diretor da Visa Perfomance Solutions.

Relacionamento
“Esses dados mostram claramente que há uma oportunidade de aumentar o volume de pagamentos e o relacionamento com os portadores de cartão, aperfeiçoando as autorizações de transações online e melhorando a experiência de compras. Quando avaliamos mercados mais maduros, a diferença de performance de autorizações nas compras online ou no mundo físico não são tão significativas ”, avalia o executivo.

As recusas de autorizações de crédito podem acontecer por vários motivos que vão desde operações de alto risco e limites de crédito até problemas operacionais. Hoje, no mercado, já existem soluções como o Visa Token Service, o Serviço de Autenticação do Consumidor Visa (VCAS – Visa Consumer Authentication Service) e as ferramentas da CyberSource que munem bancos, estabelecimentos comerciais e toda a cadeia com recomendações práticas, incluindo algoritmos de risco, análise de falhas no processo, melhores práticas e padrões de referências do setor.

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA
Brasil tem menor índice de aprovação nas compras digitais da América Latina