Home Cultura Centros culturais de São Paulo são opção para conhecer diferentes culturas

Centros culturais de São Paulo são opção para conhecer diferentes culturas



Além de um centro financeiro e econômico, São Paulo se tornou um dos principais polos culturais do país nos últimos anos. Segundo levantamento da São Paulo Turismo (SPTuris), ao todo, são 115 centros culturais distribuídos pela cidade, sejam eles públicos, privados ou independentes. Durante um passeio, tanto moradores quanto turistas podem conhecer mais sobre as diversas culturas que formaram a população paulistana, além de questões sobre a evolução histórica e seus desdobramentos no campo das artes, ciência e urbanismo.  Ou seja, são uma opção para quem deseja conhecer curiosidades e fatos sobre o mundo sem sair da cidade.

Em uma visita ao centro histórico da capital paulista, é possível conhecer o recém-reformado Museu da Língua Portuguesa, cujo rico acervo aborda a origem e história do idioma nacional e sua trajetória para se tornar o que é atualmente, além de contemplar detalhes sobre os demais países que também adotam o português como língua oficial: Angola, Portugal, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, e Timor Leste. A região também abriga outras duas instituições culturais: o Museu da Imigração, sediado na antiga Hospedaria do Brás e reinaugurado em 2014, e o Museu da Imigração Japonesa, no bairro da Liberdade, que conta com mais de 97 mil peças históricas, incluindo fotos, vídeos, além de outros documentos como jornais e maquetes dos navios que trouxeram os imigrantes japoneses ao Brasil. Ambos são responsáveis por manter vivas as trajetórias e memórias das mais de 2,5 milhões de pessoas, de mais de 70 nacionalidades, que vieram para o Brasil.

Seguindo para o coração da cidade, a Região da Avenida Paulista é lar de outros centros ligados à cultura: o Museu Judaico e a Japan House São Paulo. O primeiro, localizado no bairro da Consolação, resgata a história e as tradições do judaísmo pelo mundo e possui um acervo com 20 mil livros, 100 mil fotografias, depoimentos em vídeo e milhares de documentos, incluindo uma reprodução fiel da Torá (livro sagrado dos judeus) que pertenceu a Dom Pedro II. Já a Japan House São Paulo, bem no início da Avenida Paulista, é reconhecida por difundir a cultura japonesa por meio de exposições, palestras, workshops, biblioteca, opções gastronômicas, como o restaurante Aizomê, chef Telma Shiraishi, e o Café Sabor Mirai, além de outros conteúdos oferecidos aos visitantes desde sua abertura em 2017, tanto presencialmente quando no ambiente online.

Com mais de 6 mil obras que retratam as diferentes identidades culturais de matriz africana, o Museu AfroBrasil ocupa 11 mil m² do Parque do Ibirapuera. O espaço é referência na pesquisa e na conservação de aspectos dessa cultura, como religião, trabalho, arte, história e influências, que contribuíram para a construção da sociedade brasileira. O museu ainda conta com teatro e biblioteca especializada, que complementam a programação de exposições temporárias e de longa duração. 

Além de todos esses locais focados nos povos que se uniram para criar a mistura que é o Brasil, e especialmente São Paulo, a cidade aguarda a inauguração do primeiro museu conduzido por indígenas. Previsto ainda para 2022, o Museu das Culturas Indígenas será instalado no Complexo Baby Barioni, ao lado do Parque da Água Branca, para valorizar e promover a memória, a produção artística e o patrimônio dos povos indígenas. A exposição inaugural será dedicada ao artista e ativista Jaider Esbell (1979-2021). 

Serviço:
Museu da Língua Portuguesa 
Endereço: Estação da Luz, Praça da Luz, s/nº, Centro – São Paulo/SP 
Horários: terça a domingo, das 9h às 16h30, com permanência até as 18h 
Entrada gratuita aos sábados. 
Ingressos: R$ 20,00 inteira e R$ 10,00 meia-entrada.

Museu da Imigração
Endereço: Rua Visconde de Parnaíba, 1.316, Mooca – São Paulo/SP 
Horários: terça a sábado, das 9h às 18h, e domingo, das 10h às 18h. 
Entrada gratuita aos sábados para as exposições.
Ingressos – exposições e jardim: R$ 10,00 inteira e R$ 5,00 meia-entrada.

Museu da Imigração Japonesa
Endereço: Rua São Joaquim, 381, Liberdade – São Paulo/SP
Horários: de terça-feira a domingo, das 13h às 17h 
Entrada gratuita às quartas-feiras.
Ingressos: R$ 16,00 inteira (acima de 12 anos) e R$ 8,00 meia-entrada. 

Japan House São Paulo
Endereço: Avenida Paulista, 52, Bela Vista – São Paulo/SP
Horários: terça a sexta, das 10h às 18h; sábados, das 9h às 19h; domingos e feriados, das 9h às 18h.
Entrada gratuita. Reserva online antecipada: https://agendamento.japanhousesp.com.br/. 

Museu Judaico
Endereço: Rua Martinho Prado, 128, Bela Vista – São Paulo/SP
Horários: terça a domingo, das 10h às 19h
O valor do ingresso é definido pelo visitante – de gratuito a R$ 80,00. A contribuição sugerida pela instituição é de R$ 20,00.

Museu AfroBrasil
Endereço: Av. Pedro Alvares Cabral, s/n – Parque Ibirapuera, Portão 10 – São Paulo/SP 
Horários: terça a domingo, das 10h às 17h (permanência até 18h). 
Entrada gratuita às quartas-feiras.
Ingressos: R$ 15,00 inteira e R$ 7,50 meia-entrada.

Centros culturais de São Paulo são opção para conhecer diferentes culturasCentros culturais de São Paulo são opção para conhecer diferentes culturasCentros culturais de São Paulo são opção para conhecer diferentes culturasCentros culturais de São Paulo são opção para conhecer diferentes culturasCentros culturais de São Paulo são opção para conhecer diferentes culturasCentros culturais de São Paulo são opção para conhecer diferentes culturas

Previous articleCidade inteligente em Natal promove cursos de artesanato para comunidade local
Next articleIncorporadora ecológica promove obra de artista na Bienal de SP