malware

Com a criação de um novo tipo de malware a cada 8 segundos, as ameaças digitais se transformaram em um problema grande tanto para usuários domésticos quanto para empresas. [read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

Para essas últimas, os prejuízos podem chegar a US$ 359 bilhões por ano. “Quanto maior o índice de uso de software não licenciado, maior a chance de uma infecção por malware”, explica o country manager da BSA| The Software Alliance, Antonio Eduardo Mendes da Silva. “Softwares originais têm upgrades contínuos, antivírus confiáveis e atualização automática que mantêm sua empresa e seus dados seguros de ameaças digitais”, completa.

Entenda um pouco mais a respeito de malwares:

– Malware é a abreviação de “Malicious Software”, ou seja, uma ameaça digital instalada sem consentimento, escondida em links, mensagens de e-mail ou programas oferecidos “sem custos”.

– Quanto maior o índice de uso de software não licenciado, maior a chance de uma infecção por malware: ao usar softwares sem licença, malwares podem se instalar no computador e roubar senhas e keyloggers, mascarar aplicativos bancários, redirecionar seu navegador para sites maliciosos e permitir que hackers acessem seu sistema.

– Uma em cada três empresas tem a chance de encontrar ameaças quando obtém ou instala programas ou pacotes de software irregulares.

– Uma nova ameaça de malware é criada a cada oito segundos: as empresas demoram até 243 dias para detectar um ataque e outros 50 para resolvê-lo.

– Os custos por computador infectado podem chegar a US$ 10 mil.

 

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA
Conheça cinco curiosidades sobre os malwares

 

Veja também
Monero: a criptomoeda preferida pelos desenvolvedores de malware
MWC: ESET protege Smart TVs das ameaças de malware para Android
Número de malwares visando dispositivos inteligentes mais que dobrou em 2017