Home Cultura POP Estudo desvenda comportamento fitness durante a pandemia

Estudo desvenda comportamento fitness durante a pandemia



Os frequentadores de academia estão comprometidos com saúde e bem-estar. É o que revela o relatório “O Consumidor Fitness na era da Covid”, da IHRSA (International Health, Racquet & Sportsclub Association). Segundo os dados coletados pela entidade, mais da metade (58%) dos frequentadores de academias indicaram que pretendiam ser mais ativos fisicamente durante a pandemia de Covid-19.

Da mesma forma, a maior parte (57%) dos entrevistados desejavam ter uma alimentação mais saudável, entre outros indicativos. Entre os participantes, 65% das mulheres afirmaram que pretendem ser mais ativas, enquanto o percentual de homens foi de 51%. Além disso, 64% das entrevistadas contaram que querem ter uma alimentação mais saudável, enquanto a taxa de homens atentos a este fator foi de 50%.

O relatório também mostra que os participantes com risco elevado de contrair Covid-19 por conta de condições pré-existentes estão dobrando os compromissos de saúde: 60% dos indivíduos com maior risco tinham metas de se tornarem mais ativos fisicamente e 46% garantiram que procurariam um médico quando se sentissem doentes.

Para Robson Almeida, CEO e fundador da Academia Robson Almeida (RA), os dados demonstram a forma como a pandemia de Covid-19 impactou a população no que diz respeito à relação com o corpo e à prática de exercícios físicos.



“Estamos vivendo um tempo onde as pessoas começaram a se atentar sobre a saúde pessoal e se preocupar com isso. E, o melhor de tudo: querem mudar isso”, diz ele. 

Segundo Robson, as academias tiveram um aumento expressivo na procura de novos adeptos de março de 2020 para cá: “Quando vemos nossos alunos chegando para treinar com toda a família, temos a maior gratificação de nosso serviço, que é possibilitar uma vida melhor para todos eles”, afirma.

O CEO e fundador da RA acredita que o futuro é incerto no que diz respeito à junção de tecnologia com a educação física. Apesar disso, ele destaca que a mentalidade das pessoas sobre a importância de ter uma educação física melhor tende a crescer cada dia mais.

“Cada dia que passa, entendemos que a vida é efêmera e que se você pode começar uma mudança nela, porque não começar hoje mesmo?”, articula Robson.

Maioria dos brasileiros quer vida saudável em 2022

Dados da pesquisa Global de Sentimento do Consumidor, realizada pela WW, em parceria com a Kantar, revelam que 91% dos brasileiros buscam um estilo de vida mais saudável em 2022. Entre diversos resultados, a análise demonstrou que os participantes pretendem melhorar a saúde física (65%) e mental e emocional (63%) ao longo do ano.

Além do mais, o estudo apontou que 56% dos participantes buscam melhorar a autoestima e confiança e que 44% consideram o cuidado com a saúde e bem-estar um facilitador para a vida cotidiana. A análise considerou respostas de 14.506 pessoas, entre 18 e 69 anos, em 15 países.

Para mais informações, basta acessar: http://academiarobsonalmeida.com.br/

Estudo desvenda comportamento fitness durante a pandemiaEstudo desvenda comportamento fitness durante a pandemiaEstudo desvenda comportamento fitness durante a pandemiaEstudo desvenda comportamento fitness durante a pandemiaEstudo desvenda comportamento fitness durante a pandemiaEstudo desvenda comportamento fitness durante a pandemiaEstudo desvenda comportamento fitness durante a pandemiaEstudo desvenda comportamento fitness durante a pandemiaEstudo desvenda comportamento fitness durante a pandemiaEstudo desvenda comportamento fitness durante a pandemiaEstudo desvenda comportamento fitness durante a pandemiaEstudo desvenda comportamento fitness durante a pandemia

Previous articleEmpresas aderem plataforma de videoconferência para viabilizar trabalho híbrido
Next articleZonas Rurais e cidades pequenas tem dificuldade de acesso a Internet