O uso do cinto de segurança ainda é ignorado pela maioria de usuários de linhas de ônibus intermunicipais. Pesquisa realizada pela Agência de Transportes do Estado de São Paulo (ARTESP) constatou que 60% dos passageiros não usavam o equipamento em abordagens feitas por agentes.

A sondagem foi feita em 174 viagens em linhas entre São Paulo e os municípios de…[read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

…São Roque, Atibaia, São José dos Campos, Jacareí e Cubatão em trechos de ida e volta. Em 144 viagens, motoristas não orientaram os passageiros a usarem o cinto de segurança. Somente em 32 veículos (22%), o cinto de segurança era usado por mais de 60% dos passageiros.

Nas demais viagens, o condutor do veículo informou aos passageiros sobre a importância do equipamento. Em 11 delas (37%), a orientação surtiu efeito e foi constatado o uso do dispositivo. A orientação do condutor sobre o cinto de segurança elevou o percentual de utilização em 15%, daí a importância do alerta, concluiu avaliação da ARTESP.

Não existe lei no Brasil que puna o motorista ou empresa de ônibus por conta da não utilização do cinto de segurança pelos passageiros. Uma ampla campanha será desenvolvida pela ARTESP para estimular o uso do equipamento que pode salvar vidas.

A Agência recomenda ainda aos passageiros que quaisquer irregularidades percebidas em relação a cintos ou outros dispositivos de segurança devem ser comunicados à ouvidoria do órgão, pelo telefone 0800 727 8377 ou pelo site www.artesp.sp.gov.br/ouvidoria.

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

Maioria dos passageiros de ônibus ainda ignora cinto de segurança