Home Cultura Procura-se superinteligentes: entidade mundial convida para teste de alto QI e superdotação

Procura-se superinteligentes: entidade mundial convida para teste de alto QI e superdotação

Associação fará mutirão de teste de admissão em dez cidades brasileiras para identificar indivíduos com altas habilidades



A Associação Mensa Brasil, entidade que reúne pessoas e profissionais de altas capacidades intelectuais no País, vai intensificar as atividades para identificar pessoas com altas habilidades (superdotadas), popularmente chamadas de “superinteligentes”.

A entidade promove, neste sábado, dia 26/03, às 10h, um mutirão de testes de admissão com avaliação de QI (quociente de inteligência) em dez cidades brasileiras: Rio de Janeiro (RJ), São José dos Campos (SP), Salvador (BA), Porto Alegre (RS), Campinas (SP), Brasília (DF), São Paulo (SP), Belém (PA), Belo Horizonte (MG) e Ribeirão Preto (SP).

As avaliações são destinadas às pessoas acima de 17 anos e que estejam cursando ou que tenham formação de ensino superior. O local do teste é informado de maneira individual e privada aos inscritos. Os testes são feitos sempre de forma presencial, conforme determina diretriz do Conselho Federal de Psicologia (CFP), e seguem todos os protocolos de segurança sanitária.

A associação é afiliada brasileira oficial da Mensa Internacional, principal organização de alto quociente de inteligência (QI) do mundo. A entidade está presente em cerca de 100 países e conta com, aproximadamente, 145 mil membros.

Segundo Rodrigo Sauaia, presidente da Associação Mensa Brasil, o tema altas habilidades/superdotação é de suma importância para o País. “A inteligência é ferramenta cada vez mais estratégica para o desenvolvimetno e a evolução da sociedade, em todos os campos da vida humana. Por isso, precisamos identificá-la e fomentá-la no Brasil. Com isso, poderemos usar essas capacidades em benefício dos indivíduos e da humanidade”, explica Sauaia.

“Trazer esse tema para a agenda nacional é fundamental para pessoas com alta inteligência, ao proporcionar ambientes que ajudem no desenvovimento de suas habilidades e potenciais, muitas vezes desconhecidos pelas próprias pessoas, por seus familiares, seus professores e seus colegas de trabalho”, observa Sauaia.

Potência intelectual adormecida
O Brasil é uma potência intelectual ainda adormecida e subaproveitada. “Temos uma das maiores populações do planeta. Cerca de 2% dos habitantes do País podem apresentar sinais de altas habilidades intelectuais, com um IQ muito acima da média, porém ainda não há um mapeamento abrangente destes indivíduos. Também faltam programas e políticas públicas adequadas para apoiá-los a se desenvolver e contribuir com o avanço da nossa sociedade”, alerta Sauaia.

“Por isso, nossa entidade está comprometida em aumentar o conhecimento da sociedade sobre o tema, ampliando a identificação de pessoas com alto QI e criando um ambiente positivo para que possam interagir”, reforça.

Um dos principais mitos sobre pessoas superinteligentes é de que se trata de um grupo homogêneo, com personalidades e históricos parecidos. Em realidade, o alto QI está presente em diferentes etnias, gêneros, classes sociais, níveis de escolaridade, situações econômicas e em personalidades com as mais variadas visões de mundo. “Isso faz da nossa entidade um ambiente muito diverso, dinâmico e inclusivo”, comenta Sauaia.

Em média, a população brasileira apresenta QI de 100 pontos, com variação de 15 pontos para mais ou para menos, ou seja, numa faixa entre 85 e 115 pontos. Pessoas com altas habilidades e superdotação apresentam QI muito acima dessa média. Os valores podem variar para cada país e também de acordo os diferentes tipos de testes existentes.

Como saber se você é “superinteligente”?
Para se tornar membro da Associação Mensa Brasil, o candidato precisa estar no percentil 98 ou superior, ou seja, nos 2% maiores resultados de QI da população. Como a pontuação do teste varia de acordo com a metodologia utilizada, não há um único número mínimo de QI para se tornar membro, isso varia conforme a situação. Para o exemplo acima, em que a média brasileira é de 100 pontos, seria necessário obter 131 pontos ou mais no mesmo teste para atingir o requisito de admissão.

“Para os adultos, descobrir se você possui alto QI pode contribuir para ampliar sua rede de contatos e se envolver mais ativamente em iniciativas em prol das altas habilidades e da superdotação. Já para as crianças e jovens, essa descoberta pode fazer uma enorme diferença em todos os aspectos da vida, principalmente durante a formação socioeducacional, com reflexos profundos na vida pessoal e profissional”, esclarece o executivo.

Serviço

Teste de admissão e avaliação de alto QI da Mensa Brasil

Data 26/3 às 10h

O local do teste é informado de maneira individual e privada aos inscritos

Rio de Janeiro (RJ)
São José dos Campos (SP)
Salvador (BA)
Porto Alegre (RS)
Campinas (SP)
Brasília (DF)
São Paulo (SP)
Belém (PA)
Belo Horizonte (MG)
Ribeirão Preto (SP)

Para inscrições, acesse o site.

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

Mitos e verdades sobre o refrigerador side by side da Samsung, com três portas
Previous articleMetrô de São Paulo visa investimento de R$ 3,5 bi em 2022
Next articleSSD no PS5: Aprenda a instalar dispositivo que entrega performance e mais espaço no videogame (com vídeo!)