A RAWAR, empresa nacional que atua na produção de desktops de alto desempenho e acessórios de microinformática em geral, foi lançada para o mercado de jogos eletrônicos durante a 10ª Brasil Game Show, maior conferência anual de games da América Latina. A primeira linha de produtos da marca, que contempla…[read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

…desktops, teclados, mouses, headsets e acessórios desenvolvidos para a prática gamer, foi lançada durante a feira, que aconteceu entre 11 e 15 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo.

A Rawar participou da BGS “para mostrar o que podemos entregar ao consumidor, que é uma experiência diferenciada para o gamer. A partir do momento em que ele adquire um PC da Rawar, a única preocupação é jogar”, afirma Francisco Guimarães, Gerente de Produtos da empresa. Como cartão de visitas, a Rawar apresentou o único Desktop Gamer do evento com o processador i9.

“Nossa entrada no segmento será novidade para o consumidor de jogo eletrônico, que, por meio do site da RAWAR e de canais especializados, conseguirá criar o desktop com suas preferências, escolhendo peças dos nossos fornecedores, marcas conceituadas no mercado, como Intel, Nvidia, Asus, Gigabyte, HyperX e NXZT. Não queremos vender apenas um produto para entretenimento, mas uma marca, um novo conceito”, explica.

Mercado brasileiro de games
De acordo com a SuperData Research, com cerca de 3,5 milhões brasileiros adeptos aos games, a rentabilidade do segmento no Brasil é a quarta maior do mundo, atrás somente dos Estados Unidos, Japão e China. Em média, o mercado interno brasileiro movimenta aproximadamente U$ 1,5 bilhão de dólares por ano, representando cerca de 35% do total da receita gerada pelo setor na América Latina. Além disso, o crescimento do segmento abriu novas oportunidades à economia nacional com o surgimento das mídias especializadas, meios de pagamentos diferenciados, canais de distribuição e geração de emprego.

Os jogos digitais deixaram de ser lazer às crianças e aos jovens e se tornaram uma indústria rentável. Até 2017, o setor deve faturar US$ 100 bilhões, segundo levantamento realizado pelo banco de investimentos de produtos digitais Digi-Capital. “Na contramão da economia brasileira, o mercado de jogos digitais segue em constante crescimento e é uma grande aposta da RAWAR, uma vez que há cada vez mais produtos disponíveis para serem aperfeiçoados, especialmente no nosso segmento de atuação”, conclui Guimarães.

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA