A relação do brasileiro com os jogos eletrônicos tem se tornado mais próxima e intensa a cada ano. [read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

Segundo dados da Pesquisa Game Brasil (PGB) de 2019, 66,3% consomem games em diversas plataformas, em uma frequência variada, sendo os smartphones a principal delas, para 83% dos entrevistados.

Ainda segundo o levantamento, 41,3% dos pais discordam, total ou parcialmente, que os games podem levar os seus filhos a desenvolverem comportamentos agressivos. Por outro lado, 41,6% dos responsáveis concordam, parcial ou totalmente, que os jogos podem interferir no aprendizado das crianças.

As pessoas podem jogar seus games favoritos em celulares, tablets, notebooks ou com o console na TV  do quarto. Hoje, a realidade é que os games fazem parte do dia a dia de muita gente. Uma vez que eles entraram na rotina de muitas famílias, existe uma preocupação cada vez maior sobre como esses jogos também podem ser educativos.

Para os pais que estão preocupados com essa possibilidade, um caminho possível é encontrar jogos que também são educativos. Assim, eles têm a certeza de que o tempo gasto pelos filhos, especialmente os mais novos, é em algo construtivo e que irá colaborar na formação deles. Abaixo, conheça alguns exemplos que permitem a união entre a diversão e o aprendizado para a garotada.

Angry Birds
O popular jogo de acertar os passarinhos nos alvos colocados é uma excelente maneira de aprender sobre alguns conceitos de física. Para ter sucesso e superar as fases do game, o jogador precisa aplicar os conhecimentos sobre o movimento parabólico de um projétil.

O jogo ainda envolve a aplicação de outros conceitos, como alguns dos diferentes tipos de energia existentes: mecânica, potencial gravitacional, cinética e elástica. Outras questões da física, como massa, aceleração, força, atrito, velocidade e impulso, também fazem parte das mecânicas do jogo, que ensina sobre esse assunto de forma intuitiva.

Rebus e Azzl
Se você deseja estimular o desenvolvimento lógico do seu filho, jogos como Rebus e Azzl são as opções recomendadas. Os games desafiam os jogadores a resolverem quebra-cabeças visuais, criando associações lógicas para resolver cada um deles.

Jogos como esse estimulam o desenvolvimento do pensamento combinatório, além de motivar a criança a pensar fora da caixa para resolver os desafios propostos. Para o público infantil, o Azzl é o mais recomendado — disponível para apenas o iOS. Quando elas estiverem prontas para desafios mais difíceis, podem se divertir com o Rebus.

Pythagorea
Se seu filho precisa reforçar os estudos ou gosta de geometria euclidiana, o Pythagorea é uma boa opção para colocar em prática os conhecimentos desta área. Intuitivo e divertido, o jogo de aplicativo faz com que o jogador estude, de maneira interativa, alguns dos principais conceitos desse campo.

Assim, a criança pode aprender melhor sobre Teorema de Pitágoras, triângulos isósceles, medianas, trapézios retangulares e outros conceitos de geometria. É um bom estímulo para, quem sabe, um dia, seu filho persistir na carreira de arquiteto ou matemático.

Portal
Esta é outra opção que envolve a resolução de quebra-cabeças e estimula o desenvolvimento do raciocínio lógico. No game, o jogador deve superar uma sequência de enigmas e desafios lógicos, utilizando um teletransportador, que cria dois portais em superfícies planas.

O usuário deve colocar a mente para funcionar e entender como os portais podem ser utilizados para resolver cada um dos puzzles propostos pelo jogo. Noções de física também devem ser utilizadas para resolver esses problemas, que vão se tornando cada vez mais desafiadores a medida que as fases são superadas.

[/read]
 

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA
Saiba como games de sucesso também são educativos

 

Veja também
Brasil Game Show de 2020 é oficialmente adiada
LG apresenta novo Monitor UltraWide Gamer
Ensino universitário e mercado de trabalho: mind the gap