NOVIDADES

Saiba como retirar o cheiro de cachorro do ambiente

Saiba como retirar o cheiro de cachorro do ambiente


Algumas raças tem cheiro mais forte do que outras. Saiba quais as melhores maneiras de resolver esse problema
by 5 de outubro de 2020 0 comments

Que os cachorros são excelentes pets, disso ninguém tem dúvidas. No entanto, alguns animais – principalmente os que ficam dentro de casa – podem deixar odores desagradáveis no ambiente – o conhecido “cheiro de cachorro”.

Essa situação acontece com determinadas raças, uma vez que alguns cães estão mais predispostos a terem um cheiro mais forte e exige uma série de cuidados para que isso não se torne um grande inconveniente para os tutores.

Neste sentido, há uma série de dicas de como tirar cheiro de cachorro da casa e manter o ambiente sempre limpo e higienizado.

Origem do cheiro
Antes de mais nada, é preciso saber que cachorros têm odores e isso é absolutamente normal. Portanto, a primeira coisa que se deve fazer é identificar de onde está vindo o cheiro desagradável para tentar solucionar o problema.

Na maioria dos casos, esse cheiro forte está relacionado ao xixi dos animais, que realmente tem essa característica – uns mais, outros menos. Quando feito no tapete higiênico ou mesmo fora dele, podem deixar um odor ruim no ambiente.

“Alguns animais também possuem um forte cheiro pelo corpo, que tende a ser mais evidente em cães com problemas de pele, infecções no ouvido ou até mesmo com problemas intestinais”, afirma a veterinária Lívia Romeiro.

Problemas de pele
Determinadas doenças de pele são propícias ao mau cheiro, como por exemplo, as piodermites (infecções por bactérias), as infecções fúngicas, parasitológicas e alérgicas, que fazem com que o animal apresente um odor desagradável mesmo com banhos frequentes.

Infecções no ouvido
Cachorros que possuem grandes orelhas (e moles) também estão mais suscetíveis ao mau cheiro. Isso porque o acúmulo de bactérias odoríferas deixa um cheiro bem desagradável no nariz e causam dor nos pets.

Cães idosos
Os cães mais velhinhos também tendem a ter um cheiro mais forte que impregna pela casa, que acontece devido a lentidão no metabolismo e a baixa imunidade.

Essa condição, facilita a entrada de doenças como as mencionadas acima – infecções de pele, otites e afins – fazendo com que os animais tenham menor resposta imunológica e adquiram um cheiro característico.

Como resolver o problema
Seja qual for a origem do mau cheiro, é importante adotar uma série de cuidados – tanto com o pet, quanto com a casa – para evitar que isso se torne um problema para todos.

Limpe os ambientes com frequência
Se o pet está acostumado a ficar dentro de casa, subir no sofá ou nas camas, o ideal é que a limpeza criteriosa desses ambientes seja feita ao menos duas vezes por semana.

Onde for possível, lave o piso com os produtos adequados, dando maior atenção para as áreas em que o animal costuma fazer suas necessidades. Nestes pontos específicos, você pode usar uma misturinha milagrosa que ajuda a deixar o lugar sem qualquer cheiro ruim:

– Bicarbonato de sódio
– Limão espremido
– Um pouco de água.

Após lavar o local com os produtos que você normalmente utiliza, passe um pouco dessa mistura, deixando-a agir por pelo menos 40 minutos e depois enxague bem.

Além disso, regularmente você deve aspirar o pó, varrer o chão e passar um paninho úmido nos móveis. Dessa forma, você evitará que qualquer odor desagradável se instale por ali.

Deixe o ar circular
Mesmo nos dias mais frios, é importante promover uma boa circulação de ar nos ambientes para evitar qualquer cheiro ruim.

Ao abrir as janelas, você ainda evita o acúmulo de bactérias, além de diminuir a umidade da casa, condição que ajuda a potencializar o mau cheiro vindo do pet.

Cuidado com as camas e sofás
Caso o cachorro tenha o costume de dormir com você na cama, é importante trocar os lençóis a cada dois dias – se possível, diariamente – para evitar que as bactérias se acumulem e a cama fique com mau cheiro.

Já para o sofá, colchão e poltronas, uma solução pode ser borrifar um desinfetante em aerossol indicado para desinfecção de pequenas superfícies não laváveis, que também ajuda na desodorização.

Cuide da higiene do seu pet
Tão importante quanto cuidar do ambiente, os cuidados com o pet são indispensáveis quando o assunto é como tirar cheiro de cachorro da casa.

Sendo assim, dar banhos no cachorro semanalmente, além de outras práticas de higiene ajudarão não só a controlar o mau cheiro, mas também a realizar uma boa manutenção de sua saúde.

Utilize xampus específicos – caso ele tenha problemas de pele –, escove os pelos diariamente, faça uma tosa higiênica periodicamente e escove com frequência os dentes do animal.

Além de todas essas ações, também é importante levá-lo sempre a uma clínica veterinária de confiança para que ele seja acompanhado por um médico veterinário para identificar qualquer problema de saúde que esteja relacionado a condição.

Dessa forma, você se livra não só do odor desagradável na sua casa, mas também de qualquer risco ou imprevisto com a saúde do animal.

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

No Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.