IEEE

A tecnologia usada para a medicina é algo muito comum, e não é de hoje. E isso avança agora por meio da realidade virtual e aumentada. [read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

Especialista em cirurgias simuladas por computador, o professor Anderson Maciel lidera grupo de pesquisa que tem como objetivo desenvolver simuladores que reduzem o tempo de treinamento de um cirurgião experiente.

Usando aplicações médicas de realidade virtual e aumentada, estes simuladores proporcionam maior realismo na aparência dos órgãos vivos e de reação ao contato com os outros órgãos.

Hoje, a realidade virtual já está presente em muitos setores, “mas a população só conhece VR nos games”, salienta o professor. No entanto, as aplicações da VR na medicina são de extrema importância para reduzir os riscos em cirurgias de alta complexidade, por exemplo. “É importante ressaltar, que ainda há muitos problemas que impedem a ampla disseminação de algumas técnicas cirúrgicas avançadas, pois esses procedimentos são muito mais complexos. Exigem que os cirurgiões sejam mais treinados e experientes”, comenta.

O projeto utiliza aspectos- chave como o realismo visual e realismo fisiológico, e incorpora o estímulo háptico – sensação do tato – para garantir melhor efetividade no treinamento da cirurgia. “Há muitos desafios também para a adoção da tecnologia de realidade virtual por parte de profissionais de algumas áreas. Na próxima década, vivenciaremos uma revolução na forma como os seres humanos interagem com a informação através da interface de realidade aumentada, que substituirá os smartphones. Esperamos que essa mesma tecnologia revolucione a qualidade das operações cirúrgicas num futuro próximo”, finaliza.

Para mais detalhes do funcionamento do simulador, acesse este link.

 

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA
Simulador cirúrgico de realidade virtual reduz tempo de treinamento de cirurgião em operações de risco

 

Veja também
Plataforma digital une paciente e médico por geolocalização
Conheça tecnologias que facilitam a comunicação entre médicos e pacientes
Paulistanos poderão viver um dia de piloto de F1 pelas ruas da capital por meio de Realidade Virtual