Home CORPORATE Empreendedorismo Startup aposta em marketing jurídico para advogados brasileiros e portugueses

Startup aposta em marketing jurídico para advogados brasileiros e portugueses



Como outros profissionais, os advogados não saíram ilesos da pandemia de Covid-19. É o que mostra um estudo realizado pela AASP (Associação dos Advogados de São Paulo) e pela Fundação Arcadas, da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo), que aponta que 60% dos entrevistados sofreram com a falta de casos ao longo da crise sanitária. A prospecção de novos clientes foi o segundo ponto mais destacado entre os maiores desafios vivenciados pelos profissionais de direito, com 55% das referências.

Além disso, o chamado peticionamento – ato de ingressar com um pedido ao magistrado – nos processos físicos foi um entrave relatado por por 51% dos entrevistados, assim como a dificuldade para acessar o Poder Judiciário durante o confinamento.

Para 60% dos participantes, a suspensão dos prazos processuais em processos físicos foi a principal barreira: 49% dos entrevistados mencionaram a falta de uniformização dos atos pelos tribunais e 45% reportaram problemas para falar com os magistrados, conforme publicado pelo site Conjur (Consultório Jurídico).

A sondagem da AASP e da Fundação Arcadas considerou as respostas de dois mil profissionais de Direito, que foram entrevistados de forma eletrônica entre os meses de junho e julho de 2020. Dentre os participantes, 60% se identificaram como homens e 40% como mulheres, na faixa etária prevalente de 41 a 59 anos (51%). 



Ary Gustavo de Lima Ribeiro, diretor-geral da Telejud – startup de marketing digital para advogados -, conta que a Telejud surgiu em 2020 a partir de uma necessidade percebida com a pandemia, quando a forma de atendimento dos advogados e da justiça, de modo geral, precisou ser alterada em função de restrições nas audiências em tribunais e reuniões em escritórios de advocacia.

“A adoção maciça de novas tecnologias ofereceu tanto benefícios para clientes, como também otimizou o trabalho dos advogados, permitindo a execução de muitas tarefas pela internet, como o processo de captação de novos clientes”, afirma Ribeiro.

Ele explica que, com a consolidação dos atendimentos remotos, o exercício da atividade jurídica por meio da comunicação virtual através de videochamadas possibilitou a criação de escritórios de advocacia 100% digitais, reduzindo o contato físico entre clientes e advogados, poupando ambos do deslocamento.

“Graças à revolução tecnológica, é possível conversar com um advogado especializado à distância e cuidar do caso de qualquer lugar do país. A inovação torna possível conectar advogados a quem precisa”, pontua o diretor. “Na Telejud, por exemplo, temos uma estrutura de marketing que permite economia de tempo e dinheiro no processo por conta de ferramentas de automação, de análise de métricas digitais e de tráfego pago e orgânico”, exemplifica.

Segundo Ribeiro, as inovações não param por aí: as tecnologias já permitem obter soluções precisas para vários problemas por meio da advocacia virtual. “Essa crescente introdução de novas tecnologias não oferece benefícios apenas para clientes, como também otimiza o trabalho dos advogados, tendo em vista que permite executar tarefas pela internet de forma prática, organizada e rápida”.

Diante desse cenário, prossegue, a implementação de um escritório de advocacia on-line ganha destaque e a tendência é que esse sistema cresça nos próximos anos, possibilitando o aparecimento de vários advogados virtuais.

“Criar um escritório de advocacia virtual é uma forma de otimizar a rotina dos advogados e prestar um atendimento personalizado, dinâmico e ainda mais humanizado. Todas as especialidades do direito têm se valido deste tipo de serviço”, reporta.

Para o diretor-geral da Telejud, a tendência do uso intensivo de tecnologia e marketing digital no Direito veio para ficar. “A dificuldade em conseguir clientes na advocacia gera uma série de problemas para o advogado, podendo chegar até ao fechamento do escritório. É por isso que, para crescer na advocacia, é fundamental garantir a expansão constante da carteira de clientes”, afirma.

Ribeiro destaca que 84% dos advogados afirmam que a prospecção de clientes é o maior desafio na advocacia. Além disso, prossegue, a ampla concorrência entre advogados, dificuldade de comunicação com seu público-alvo e estabelecer autoridade entre eles são as possíveis causas das dificuldades em como conseguir clientes na advocacia.

“Diante disso, para advogados, vale procurar por uma empresa de marketing digital para advogados capaz de construir soluções digitais integradas para simplificar o fluxo de trabalho com foco na conquista de novos clientes de forma automática e on-line”, articula. “Os profissionais devem buscar por uma empresa séria, que desenvolva um trabalho com base em pilares como site de performance e alta conversão, oferta irresistível, segmentação e nichos, além de anúncios que chamam a atenção”, finaliza.

Para mais informações sobre marketing digital para advogados, basta acessar: https://telejud.com/

Startup aposta em marketing jurídico para advogados brasileiros e portuguesesStartup aposta em marketing jurídico para advogados brasileiros e portuguesesStartup aposta em marketing jurídico para advogados brasileiros e portuguesesStartup aposta em marketing jurídico para advogados brasileiros e portuguesesStartup aposta em marketing jurídico para advogados brasileiros e portuguesesStartup aposta em marketing jurídico para advogados brasileiros e portuguesesStartup aposta em marketing jurídico para advogados brasileiros e portuguesesStartup aposta em marketing jurídico para advogados brasileiros e portuguesesStartup aposta em marketing jurídico para advogados brasileiros e portuguesesStartup aposta em marketing jurídico para advogados brasileiros e portuguesesStartup aposta em marketing jurídico para advogados brasileiros e portugueses

Previous articleFoz do Iguaçu sediará largada do Rally dos Sertões 2022
Next articlePositivo Tecnologia apresenta Positivo Labs em Manaus