Home NOTÍCIAS Segundo Fiocruz, Brasil tem mais de 2 milhões de pessoas dependentes do...

Segundo Fiocruz, Brasil tem mais de 2 milhões de pessoas dependentes do álcool

São Paulo, SP 5/7/2021 – Médicos psiquiátricas apontam que clínicas de reabilitação podem ajudar no tratamento da dependência química.

Relatório produzido pela Fundação Oswaldo Cruz com 17 mil pessoas com idade entre 12 a 65 anos, divulgado em 2015, indica que mais da metade da população brasileira já declarou ter consumido bebida alcoólica pelo menos uma vez na vida.

De acordo com a pesquisa, cerca de 30% da população consumiu a bebida pelos 30 dias anteriores. E mais de 2 milhões de pessoas possuem os critérios que são considerados suficientes para considerar o caso de dependência do álcool no indivíduo nos 12 meses anteriores.

Para ampliar mais o cenário que a dependência provoca no sistema público de saúde, levantamento realizado pela Secretaria Estadual de Saúde do Paraná informa que, somente para o tratamento de dependentes do álcool na esfera pública, foram gastos mais de R$ 50 milhões em 2018.

Médicos e especialistas demonstram preocupação por conta da tendência que vem crescendo ao longo dos anos do consumo de álcool começar cada vez mais cedo e haver aumento no número de dependentes do álcool.

Identificar os sintomas da dependência e conduzir o indivíduo para o tratamento adequado é fundamental. A fim de lançar luz ao assunto, a psicóloga Cleuza Canan, especialista no tratamento de dependência química e fundadora da Clínica Cleuza Canan, respondeu algumas perguntas frequentes acerca do alcoolismo.

O que é alcoolismo?

O alcoolismo é considerado uma doença, de acordo com a classificação mundial de doenças (CID) 10 Z72.1 pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Nesta situação, o consumo em doses altas de bebidas com álcool é capaz de provocar transtornos no funcionamento das atividades cerebrais e do organismo.

O termo alcoolismo é datado do século 19 e definido por Magnus Huss como o “conjunto de manifestações patológicas do sistema nervoso nas esferas psíquica, sensitiva e motora”. O principal sintoma detectado é o consumo de bebida alcoólica de forma contínua durante um longo período de tempo.

As causas para a patologia podem vir de questões hereditárias ou por influências de amigos e conhecidos. Questões psicológicas e sentimentais podem estar atreladas ao consumo e ser responsáveis pela ativação de gatilhos para a bebida. Em casos mais extremos, o dependente não tem controle adequado sobre si em relação à quantidade de bebida e à periodicidade.

Identificar o estado de alcoolismo

Os sinais do uso do álcool são: olhos lacrimejantes, hálito com álcool, a falta de coordenação motora a ponto de não se ter distinção de que caminho seguir ou de simplesmente permanecer em pé, suor extremo, vertigens e falta de equilíbrio.

Em casos mais graves, as pálpebras podem ter pequenos edemas, assim como na pele do rosto, um tremor fino nas extremidades e eritrose palmar.

Processo de identificação de uma pessoa dependente alcoólica

O dependente alcoólico faz o uso constante da bebida em grandes doses por tempo indeterminado. A abstinência por certos períodos de tempo pode provocar desequilíbrios psicológicos e provocar problemas de saúde à pessoa.

Os principais sinais de abstinência da bebida são os sinais musculares, como tremores, cãibras, dores abdominais, problemas digestivos e psíquicos, como a ansiedade, depressão, insônia e irritabilidade. Com esses sintomas, é preciso que a pessoa receba o tratamento adequado para ter controle da dependência.

Ajuda ao paciente dependente alcoólico

Para ajudar o dependente, a clínica de reabilitação para alcoólicos é importante ao fornecer tratamento adequado focado na recuperação da qualidade de vida. Na clínica de reabilitação para alcoólicos, o paciente recebe tratamento médico, psicológico e psiquiátrico com atividades lúdicas de prevenção à recaída.

Clínica de reabilitação para alcoólicos no Paraná

Ao entender o que é o alcoolismo, suas características e como identificar a dependência de álcool, a recomendação para tratamento é a busca de uma clínica de reabilitação para alcoólicos. O tratamento realizado no início da dependência pode ter sucesso quando o paciente é tratado com respeito e dignidade.

O diagnóstico é dado por um psicólogo ou psiquiatra, capaz de fazer o exame correto, identificar as características do paciente e o que deve ser feito para auxiliar a sair dessa situação.

Em uma clínica especializada, o dependente recebe todo o tratamento adequado e especializado. A clínica Cleuza Canan combina o tratamento químico com a parte terapêutica para reabilitação do indivíduo e retorno ao convívio social.

A desintoxicação é uma das etapas da internação e que inclui metodologia e medicamentos para o paciente eliminar o consumo de álcool de maneira segura. O apoio da família é essencial para o sucesso do tratamento do alcoolismo.

Assim, antes de escolher uma boa clínica de reabilitação, é importante garantir que ela também ofereça aconselhamento conjugal e terapia familiar. O primeiro atendimento realizado pela psicóloga Cleuza Canan foi de um paciente dependente alcoólico. São mais de 40 anos de experiência no tratamento de dependentes químicos de álcool. Mais informações no site: https://clinicacleuzacanan.com.br/.Segundo Fiocruz, Brasil tem mais de 2 milhões de pessoas dependentes do álcool

Website: https://clinicacleuzacanan.com.br/

Previous articleONU afirma que mais de 35 milhões de pessoas precisam de tratamento contra a dependência química
Next articleConheça os principais estilos de cerveja