Uma das partes mais divertidas (e caras) ao projetar um banheiro é a escolha dos metais – principalmente a torneira, pois esse acessório se torna o destaque no cômodo. [read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

De acordo com a arquiteta Cris Mioranza, do escritório C2 Arquitetos, hoje em dia a composição dos ambientes tem mais liberdade, sendo possível mesclar metais de coleções diferentes e criar um layout único. “Desde que as peças harmonizem entre si, claro”, acrescenta.

Ela organizou cinco dicas para escolher torneiras de banheiro. Confira tendências, diferenciais e inovações que estão em alta no segmento de arquitetura e decoração:

Dourado transmite elegância clássica
O uso de metais dourados em banheiros e lavabos vem ganhando o gosto dos brasileiros mais uma vez, principalmente para quem gosta de um visual elegante com aquele toque de realeza. A dica para explorar essa proposta é combinar torneiras e acessórios com esse acabamento a uma bela bancada de mármore, criando o perfeito equilíbrio entre estilo clássico e contemporâneo – puro luxo.

Complete a composição com pastilhas de cor neutra nas paredes (o charme extra fica no detalhe: pequenas pastilhas douradas em pontos isolados). Cubas de sobrepor – aquelas que ficam em cima da bancada – também combinam melhor e estão em alta.

A jovialidade chique do ouro rosa
As principais características relacionadas aos metais em ouro rosa são leveza, sofisticação e romantismo. Esse estilo metalizado voltou com tudo aos projetos de arquitetura e decoração.

Os acessórios em ouro rosa transmitem certa ousadia, aparecendo não apenas em peças como abajur, ornamentos, bibelôs e talheres, mas também nos metais para banheiro. A Meber, por exemplo, surpreende o mercado ao relançar algumas de suas torneiras consagradas nesse acabamento (perfeito para criar um banheiro cheio de personalidade).

Arejador ajuda a economizar água
A sustentabilidade também entra em pauta quando falamos de metais para banheiro. Além de atitudes conscientes, é importante escolher torneiras com arejador economizador. Esse mecanismo não altera a estética da peça, pois ‘a mágica’ acontece no interior da torneira: o arejador  mistura ar à água, diminuindo seu fluxo, mas direciona o jato e mantém a sensação de volume.

A economia de água gerada pelo arejador é de pelo menos 50%.

Linha assinada
Para quem gosta de exclusividade, vale apostar em peças assinadas por designers.

Assinada pela designer Juliana Desconsi, do Intervento Design, a linha Bele conta com design arrojado e imponente traduzido em traços que remetem ao percurso e movimento da água. Nos volantes, formas orgânicas e assimétricas lembram a suavidade de uma folha.

Já a coleção Tonino, assinada pela arquiteta Rejanne Carvalho e pelo italiano Leonardo Bua, tem inspiração nos gestos delicados dos artesãos, que transformam peças em obras de arte. Robusta e ao mesmo tempo elegante, a linha possui design marcante, agregando uma beleza contemporânea ao banheiro.

Dica de instalação
Por fim, algumas orientações de instalação para escolher a torneira ideal para o seu banheiro. Na escolha dos metais, é importante cuidar a harmonia entre torneiras e móveis. Além disso, o espaço entre cuba e torneira deve ser o equivalente ao de uma mão aberta (da ponta do polegar à ponta do dedo mínimo), e o jato d’água deve ir em direção ao ralo.

Os modelos de torneira mais usados são: misturadores (mesclam água quente e fria com registros separados), monocomandos (acionamento e mistura de água quente e fria por meio de comando único) e as tradicionais torneiras. Também se dividem entre ‘de bancada’ ou ‘de parede’.

 

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA
Arquiteta dá dicas na hora de escolher a torneira ideal para o banheiro

Veja também
Esculturas de cães pintadas por artistas vão a leilão nesta quarta-feira
Livraria Cultura do Conjunto Nacional em São Paulo recebe encontro de cosplayers
Aplicativo facilita a contratação de serviços de mudança, manutenção e reformas