Home Cultura “Lente de contato dental é irreversível e deve ser bem indicada”, diz...

“Lente de contato dental é irreversível e deve ser bem indicada”, diz dentista

Doutora alerta que o desgaste dos dentes não pode ser desfeito e o paciente precisa procurar um profissional especialista para evitar intercorrências



Tratamentos estéticos estão sempre em alta na mídia e são muito bem-vindos para melhorar a autoestima dos pacientes, mas é preciso muito cuidado, principalmente quando se trata de procedimentos feitos na face, como é o caso da lente de contato dental.

Porém, o que poucos sabem é que o tratamento é irreversível e precisa de manutenção. Há alguns anos, as lentes dentais caíram no gosto de artistas e anônimos e, pelo seu alto valor, atraiu também profissionais sem capacitação adequada para realizar os procedimentos.

Agora, a demanda por retrabalho aumenta nos consultórios de especialistas para corrigir problemas ou dar manutenção adequada.

“Os dentistas capacitados para esses tratamentos precisam de formação em uma dessas três áreas: reabilitação oral, prótese ou dentística. Existe o perfil de paciente que busca pelo exagero e pelo que é mais artificial, e isso tem que ser respeitado, mas a busca exagerada pelo estético tem colocado em pauta a discussão sobre exagero de tratamentos também. Vemos dentes que às vezes precisam de um simples clareamento ou de um pequeno reparo com resina e passam por procedimentos extremamente invasivos, e até irreversíveis, na busca por estética”, explica a cirurgiã dentista Talita Dantas.



Segundo a médica, a popularização das lentes também trouxe problemas, como a qualidade técnica dos tratamentos, já que os consultórios de especialistas estão recebendo muitos casos de retrabalho. Existem riscos de colocar a lente de contato, principalmente a perda dental, que tem ocorrido com grande frequência. Ela conta que tem acompanhado casos de pacientes que colocaram lente de contato dental há pouco tempo e estão apresentando gengivas inflamadas até dentes com cáries que precisam desfazer e refazer tudo novamente.

“A lente de contato dental, na verdade, é uma prótese. Mas prótese é um nome feio e ninguém gosta de usar. A verdade é que isso é o que tem acontecido: os pacientes abrem mão de seus dentes para colocar um material artificial para repor uma parte do corpo. Mas é preciso muita ética para realizar tratamentos em pacientes muito jovens. Vejo pessoas com dentes hígidos, que não possuem uma restauração sequer, passando por procedimentos de desgastes, preparos e colocação de uma lente de contato apenas por questões estéticas”, lamenta Talita.

O paciente precisa estar atento a alguns detalhes na hora de buscar um profissional e a primeira delas é ter certeza de que se trata de um especialista em reabilitação oral, prótese ou dentística. Também é preciso saber com qual laboratório o profissional trabalha, quem é a equipe e quem vai confeccionar as lentes de contato dele.

Além disso, é importante também perceber se o profissional está negligenciando outros procedimentos apenas para “vender” o que é mais caro. Cáries ou doenças periodontais não podem ser ignoradas antes da realização de um procedimento estético. “Pergunte sobre a qualidade dos materiais, ver se o profissional trabalha sem pressa, se fotografa os casos ou se usa microscópios e lentes de aumento para ter resultados mais precisos. Não é que os profissionais que não tenham isso não consigam ter resultados bons, mas os equipamentos ajudam muito”, pontua a dentista.

Qual a durabilidade das lentes e como é a remoção?
Segundo estudos, a durabilidade das lentes é entre 10 e 20 anos, mas isso não dispensa a manutenção periódica, já que elas podem fraturar por mau hábito do paciente, infiltrar, manchar ou serem substituídas por materiais melhores e técnicas melhores. “A manutenção não muda, o paciente deve continuar indo ao dentista a cada seis meses pra fazer procedimentos normais de limpeza e de avaliação das lentes para ver se é necessário algum reparo”, explica Talita.

“Existem opções de remoção a laser das lentes de contato, mas qualquer estrutura dental desgastada deixa de existir e não é possível devolvê-la. Tirar uma lente de contato dental é como trocar o piso de casa: quando tiramos o piso antigo a base estará destruída e é preciso preparar o terreno para receber outro piso, não dá pra deixar sem o piso. O paciente normalmente só vê a parte de fora e acha que está tudo lindo, mas odontologia é algo muito delicado e microscópico, então fica o alerta para conhecer os detalhes do procedimento, que vão muito além de foto bonita no Instagram”, finaliza.

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

Mitos e verdades sobre o refrigerador side by side da Samsung, com três portas
Previous articleSamsung apresenta linha 2022 de Lava e Seca com menor consumo de água do mercado
Next articleComo construir uma casa: planejamento, matéria-prima e mão de obra