Home Cultura O que levar em conta ao definir a escola infantil para seu...

O que levar em conta ao definir a escola infantil para seu filho

Como escolher a escola ideal?



Vivenciar a primeira infância dentro de casa não é exatamente a melhor forma de proporcionar desenvolvimento para o seu filho. Ao frequentar outro espaço, a criança passa a entender que existe um mundo além daquilo que ela já conhece e aprende a compartilhar, administrar conflitos, desenvolver laços afetivos, além de todas as vivências que uma escola pode oferecer.

E aí surge a dúvida: como escolher a escola ideal? Ao analisar onde seu filho vai passar boa parte do dia, é preciso levar em consideração diversos fatores, além das indicações de amigos ou parentes. Segundo Stella Azulay, Educadora Parental, o primeiro passo é fazer uma seleção de escolas, agendar visitas e conversar com os orientadores pedagógicos.

Ainda assim, para que essa avaliação seja segura e eficaz, é preciso pontuar outros critérios. Confira alguns deles:

Valores e metodologias
A escola tem o papel de auxiliar na formação pessoal e no desenvolvimento dos alunos. Daí a importância de assegurar que os valores da instituição sejam compatíveis com os da sua família. Também questione sobre as metodologias pedagógicas.



“Faça perguntas como: ‘Que conteúdos meu filho vai aprender?’, ‘Como vocês estimulam o processo de aprendizado’, ‘Que tipo de atividades são oferecidas ao longo do dia?’, ‘Como é o tempo dedicado às brincadeiras?’. Valores como inclusão e respeito à diversidade também são princípios necessários em uma escola”, afirma Stella.

Ambiente/Infraestrutura
Seu instinto maternal pode acender o alerta caso você perceba algo de errado no ar. Higiene comprometida, iluminação e ventilação precárias, escadas e janelas sem proteção ou móveis e materiais danificados são evidências de desleixo.

“Muitas vezes, passamos batidos por detalhes que são importantíssimos. Por isso, não tenha pressa ao visitar a escola. Os espaços de brincar devem ser adequados para cada faixa etária e os banheiros adaptados com pias e vasos sanitários para os pequenos. Perceba se há acúmulo de sujeira em móveis, brinquedos, tapetes e cortinas. Verifique também o trocador (se o seu filho ainda usar fraldas), suas condições de higiene e como os materiais individuais das crianças são armazenados. Leve o tempo que precisar para observar todos os detalhes”, orienta a especialista.

Segurança
Preste atenção se a escola conta com câmeras, sensores, porteiros e controle de entrada e saída de pessoas. Verifique a existência de extintores, saídas de emergência e planos de evacuação em caso de incêndio. Certifique também se a escola tem o alvará de funcionamento do corpo de bombeiros.

Seguir o Projeto de Lei 4731/12 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação), que limita o número máximo de alunos em sala de aula, é imprescindível. Nas creches, a relação é entre o número de crianças por faixa etária e adultos. Dessa forma, são cinco crianças de até 1 ano por adulto; oito crianças de 1 a 2 anos por adulto; 13 crianças de 2 a 3 anos por adulto; 15 alunos de 3 a 4 anos por professor, na creche ou pré-escola; e 25 alunos de 4 a 5 anos por professor na pré-escola.

“Acompanhe o horário de saída para verificar como é feito o monitoramento das crianças”, aconselha a educadora parental.

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

Mitos e verdades sobre o refrigerador side by side da Samsung, com três portas
Previous articleTrês das 10 melhores escolas públicas do Brasil são do Rio de Janeiro
Next articleÉ possível estar seguro na web?