A MediaTek anuncia a ampliação dos limites das comunicações por satélite de IoT 5G, com a realização de um bem-sucedido teste em campo de transferência de dados via satélite Alphasat L-band, da Inmarsat, em órbita geoestacionária (GEO) a 35.000 quilômetros acima da linha do Equador.

Os resultados do teste de campo de IoT da MediaTek contribuirão para o trabalho de padronização Rel-17, para o 3rd Generation Partnership Project (3GPP) em rede não terrestre (NTN), que faz parte da iniciativa global de definição dos padrões 5G para novos casos de uso e de serviços.

A nova tecnologia NB-IoT do satélite 5G abre novos caminhos para uma cobertura de IoT verdadeiramente global. O teste, que teve sucesso, estabelece a base para redes híbridas de satélite e celular para permitir novos serviços 5G IoT onipresentes em uma escala global.

“A colaboração da MediaTek com a Inmarsat irá acelerar os esforços da indústria para convergir as redes de celular e satélite na era do 5G”, afirma Ho-Chi Hwang, gerente geral de design de sistemas de comunicação da MediaTek.

O teste foi realizado em uma estação base localizada no Fucino Space Center, na Itália, e desenvolvida pelo Taiwan Institute of Information Industry. O dispositivo de teste, construído com o chipset NB-IoT habilitado para satélite da MediaTek, estava localizado no norte da Itália.

Testes bem-sucedidos podem fornecer evidências da viabilidade de novos padrões globais e do potencial de mercado aberto do uso de um único dispositivo para conectar redes de satélite e celulares.

MediaTek realiza primeiro teste mundial de satélite 5G

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA


Veja também
Gosta de vinhos? Confira essas dicas de Enoturismo na América do Sul
WhatsApp Web receberá recurso para chamadas de vídeo com até 50 participantes
Ensino universitário e mercado de trabalho: mind the gap