Home Cultura POP Olympikus celebra o Bota Pra Correr com edição especial no Complexo Eólico...

Olympikus celebra o Bota Pra Correr com edição especial no Complexo Eólico Rio do Vento (RN)

A partir de 2022, todos os tênis da marca serão produzidos com 100% de energia limpa

O mais bonito circuito de corridas do Brasil está de volta, agora em uma edição especial. Depois do sucesso das três provas de estreia, em 2019, a Olympikus retomou neste domingo (12), no Complexo Eólico Rio do Vento (RN), o projeto Bota pra Correr, que possibilita aos participantes conhecerem o Brasil correndo. A prova deste domingo foi disputada por seis equipes de seis participantes cada, em um total de 16km, com percurso nas dependências do Complexo Eólico Rio do Vento. A corrida por equipes sintetiza a mensagem que a Olympikus quer passar: a de que todos precisam fazer a sua parte na luta contra o aquecimento global.

Realizado anteriormente no Jalapão, Pantanal e Alter do Chão, o Bota pra Correr reuniu formadores de opinião, clientes e fãs da marca no Complexo Eólico Rio do Vento para um anúncio mais do que especial: a partir de 2022, a Vulcabras, maior gestora de marcas e artigos esportivos do País, passará a utilizar energia limpa na fabricação de 100% dos tênis da Olympikus.

“Nosso planeta não pode mais esperar, e todos temos nossa parcela de responsabilidade contra o aquecimento global. A Olympikus, como maior marca esportiva do Brasil, tem noção da importância que possui para mostrar caminhos junto à comunidade da corrida. E queremos ser protagonistas do mercado com a fabricação de tênis com energia 100% limpa, um compromisso que assumimos com muita dedicação”, afirma Márcio Callage, diretor de marketing da Olympikus.

Para viabilização da iniciativa, um contrato de R$ 150 milhões foi firmado com a Casa dos Ventos, para que todas as fábricas sejam abastecidas através do Parque Rio do Vento, um dos maiores parques eólicos em operação no Brasil e no mundo. O acordo prevê o fornecimento de energia limpa pelo período mínimo de 13 anos.

A empresa fornecerá a totalidade do consumo da Vulcabras, equivalente à 7 megawatts (MW) médio, e que nesse novo perfil de fornecimento evita o lançamento de 15 mil toneladas de CO² anualmente na atmosfera, o equivalente ao plantio de 67 mil árvores.

Novo tênis
Para solidificar as iniciativas de responsabilidade social e amplificar as ações de sustentabilidade ambiental da Vulcabras, a Olympikus também lançou o tênis Corre1 Eco, produzido com componentes reciclados, em versão limitada do melhor modelo já fabricado pela marca.

Olympikus celebra o Bota Pra Correr com edição especial no Complexo Eólico Rio do Vento (RN)

Produzido com componentes naturais renováveis, o Corre1 Eco conta com materiais como o EVA Verde, que é produzido a partir da cana de açúcar e está presente na sola e na palmilha do calçado. A cada par produzido do modelo, 10 garrafas plásticas são recicladas. O lançamento do modelo reforça o compromisso da Olympikus com a corrida mais importante do mundo, a corrida para frear a mudança climática.

Saúde dos participantes
É importante salientar que todos os convidados para o Bota pra Correr Rio do Vento realizaram teste PCR antes de chegar ao Rio Grande do Norte, e também foram testados na base da prova, em Pipa. Além disso, todos os protocolos de combate ao coronavírus foram respeitados.

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

Mitos e verdades sobre o refrigerador side by side da Samsung, com três portas
Previous articleRelatório de cibersegurança releva que 91% dos times de TI se sentem pressionados com o comprometimento da segurança
Next articleRazer amplia família de cadeiras gamer Razer Iskur com modelos revestidos em tecido