Home Cultura Pesquisa mostra que mercado imobiliário português estabilizou

Pesquisa mostra que mercado imobiliário português estabilizou

Com a pandemia chegando ao fim, valor dos imóveis volta a subir

O mercado imobiliário faz parte de uma longa lista de setores que foram drasticamente afetados pela pandemia. A medida que as economias da Europa e do mundo pararam bruscamente em março de 2020, isso fez com que os preços médios dos imóveis despencassem.

Entre janeiro e junho de 2020, as vendas caíram 20% em comparação com o que haviam sido nos seis meses anteriores e 11% abaixo de onde estavam em 2019. O mercado foi fortemente influenciado pelo grande número de pessoas que foram dispensadas ou viram sua renda anual significativamente afetada pela pandemia e restrições, e com essas turbulência financeira veio a instabilidade e a falta de confiança no mercado.

No entanto, estamos acompanhando uma história diferente, de estabilidade, uma vez que os preços dos imóveis em Portugal estão estabilizando.

Em setembro de 2021 houve um aumento médio mês a mês de 1,4%, passando da média de agosto de € 365.264 para € 370.372. O mercado voltou ao seu crescimento natural e gradual, visto que Portugal atingiu uma taxa de vacinação superior a 85% e eliminou leis rígidas sobre o uso de máscaras.

Conforme nos aproximamos cada vez mais do fim da pandemia, surge um sentimento de normalidade e confiança, especialmente com o alicerce de muitas economias europeias que é o mercado da habitação. A capital e polo econômico de Portugal, Lisboa, registrou um aumento de 1,7% ao longo do último mês, passando de € 582.873 em agosto de 2021, para € 592.960. Lisboa continua a dominar em todas as vertentes imobiliárias, com o preço médio de propriedade mais elevado em quase € 100.000, para o aluguel médio mais elevado de € 1272 mensais.

Não muito atrás de Lisboa em preço médio de propriedade está o sempre popular Faro. Localizada no sul do país, na famosa região do Algarve, e a dois passos de algumas das melhores praias do mundo, Faro é sempre requisitada entre os expatriados.

A cidade do sul viu o seu preço médio de propriedade aumentar em consideráveis 2%, ou seja, para € 493.860, o que correspondeu a um aumento de quase € 10.000 no valor de compra. Faro é também uma das regiões mais caras do país para se alugar, com uma média de € 821 mensais, o que aumentou 1,9% face aos € 806 em Agosto de 2021.

No entanto, o maior aumento do preço médio mensal dos imóveis pertence ao região central de Viseu. A cidade teve um aumento massivo de 2,9% em sua média, chegando a € 180.737 como preço de compra.

Previous articleAprenda a captar e reutilizar a água da chuva
Next articleBrasil ganha Comunidade TeamViewer em português