A pandemia mudou a forma de trabalhar de muitas empresas. Muitas novas empresas no mercado, startups desenvolvendo e investindo nesse momento difícil, de adaptação e mudanças para home office. No intuito de se manter atual e reduzir custos, uma das formas mais simples foi substituir a aquisição de equipamentos pela locação.

Segundo dados da Associação Brasileira de Startups (ABSTARTUPS), desde 2015 até 2019, o número de startups no país mais que triplicou, passando de 4.151 para os atuais 12.800, sendo assim uma média de crescimento de 26,75%.

Empreendedores que acabam precisando de ajuda para equipar seu negócio buscam curadoria sobre qual o melhor equipamento, agilidade para entrega e tranquilidade do que diz respeito aos reparos. Diante da necessidade de novos produtos para a equipe trabalhar e um atendimento de melhor qualidade, a busca por empresas que fazem a locação de produtos cresceu.

Ricardo Marcelino, fundador da Aluga.com, é uma das empresas que busca atender essa demanda do mercado, principalmente em relação ao home office. “Uma das vantagens desse tipo de serviço é a entrega do equipamento na casa dos colaboradores, já que estamos todos em home office. Além disso, tanto a configuração dos equipamentos quanto o suporte técnico são oferecidos em tempo real”, diz.

Com toda esta movimentação de mercado, a principal vantagem em alugar um notebook ou qualquer outro equipamento tecnológico é a diminuição de custos que a empresa gera dentro do seu budget de investimentos, o que possibilita que a companhia invista no que é mais interessante para o seu negócio: economia em gestão de TI e controle de gastos, além de prevenção contra imprevistos.

Para Marcelino, as empresas, neste momento de adaptação, estão procurando por um atendimento personalizado e acelerado, além de estarem atentas à desburocratização de processos, para que o impacto perante a mudança seja o menor possível para todos os colaboradores, executivos, fornecedores e clientes.

Em 2020, segundo pesquisa da FIA (Fundação Instituto de Administração), de 139 empresas ouvidas sobre adotar o home office como definitivo, 75% afirmaram seguir com a “ideia” imposta pela pandemia Independente do cliente e do setor em que atua, a locação de equipamentos tem boas expectativas para a ampliação do mercado durante o ano de 2021.

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

Quais os cuidados com os cães no verão?