…desajeitado monstrengo com seus 1,83 m e 150 quilos. Assim como o modelo antigo, o novo funciona sem a necessidade de cabos, só com baterias.

Uma série de sensores deixam o Atlas estável. Um grupo deles espalhados pelo corpo do autômato permite equilíbrio mesmo em terrenos acidentados. Outro conjunto, na cabeça, faz com que ele “enxergue” obstáculos e possa desviar. Com isso o robô pode caminhar numa trilha no meio do mato ou na neve.

Na demonstração divulgada, o Atlas consegue levantar caixas de 10Kg e arrumá-las em uma prateleira. É parte da estratégia da empresa, que tinha como principal cliente o exército americano, mas desde que foi comprada pela Alphabet deseja mostrar que qualquer ramo de atividade pode sonhar em ter um robô como funcionário.

Robôs x empregos

Ultimamente, um dos temas urgentes sobre tecnologia tem sido a substituição dos empregos normais por robôs. Se um dia o Atlas for contratado para tomar sua vaga na empresa, é melhor não arrumar briga com ele. A equipe de desenvolvimento mostrou que ele suporta muito bem o bullying. Ao ser empurrado e ter as caixas retiradas de suas “mãos”, ele levanta como se nada tivesse ocorrido e… bem… tivemos a impressão, pelo vídeo, que ele não estava feliz com a zoeira.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br